sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Caldo Verde

Caldo verde é sempre das sopas mais aprecidas, Eu pessoalmente não consulto receitas para fazer as minhas sopas, pois faço-as como fazia na panela: a olho, no entanto, tento sempre reduzir a quantidade de batata e cenoura colocadas na sopinha, o B que geralmente é o que nota mais a diferença de sabor desta vez disse que a sopa estava muito boa. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,10€

- 2 cebolas médias
- 1 batata pequena
- 1 courguette grande
- 1/2 cenoura pequena
- cerca de 80-100g couve portuguesa (caldo verde)
- 2 dentes alho
- 1 fio azeite
- rodelas de chouriço a gosto

Preparação:

Coloque no copo as cebolas, o alho, a batata, a cenoura, a courguette tudo cortado as rodelas, junte água até cobrir os legumes (um pouco mais) e tempere com sal, no tabuleiro da varoma coloque o caldo verde, coloque a varoma sobre a tampa do copo e programe 25m, temp. varoma, vel.1
Quando terminar o tempo junte o caldo verde pelo bocal e o fio de azeite e misture alguns segundos na rotação invertida vel.3.
Sirva acompanhado com rodelas de chouriço a gosto.
Há quem goste de cozinhar um pouco o chouriço na sopa, mas eu para evitar a gordura do enchido por causa da Tiz faço assim. Para cozinhar o chouriço acrescenta-se as rodelas ao mesmo tempo que se junta o caldo verde á base da sopa e o azeite, e programa-se mais 2m, temp. 100, vel,1 invertida.

Carne Picada com Puré de batata

Uma receita muito simples que agrada sempre a tota a familia, é uma especie de empadão diferente. A ideia foi retirada da teleculinária se bem que a receita pela qual optei não têm nada haver... Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,67€

- 600g batata
- 250g leite (ou um pouco mais depende da textura que se gosta do puré)
- 1 noz de manteiga
- 200g carne picada
- molho de tomate preparado ou:
- 1 cebola ,  2 d. alho, 1 lata tomate pelado, 20g azeite
-sal e pimenta
- noz moscarda
- oregãos

Preparação:

Se não tiver o molho de tomate já feito (eu costumo fazer e congelar aos bocados), coloque a cebola, os dentes de alho e o tomate no copo e pique 5seg. vel.5, adicione o azeite e programe 4m, temp. 100º vel.1.
Retire apenas uma pequena porção para cozinhar a carne (eu faço a olho por isso não sei bem a quantidade), junte a carne temperada a gosto e cozinhe 10m, temp. 100º vel. colher invertida, eu como não gosto da carne aos grumos, geralmente mexo-a um pouco na vel 3-4. Retire e reserve.
Sem lavar o copo, coloque a batata, o leite e tempere a gosto com sal, pimenta e noz moscarda e programe 30m, temp. 90, vel.1, No final do tempo adicione a manteiga e triture 20seg. vel. 3 ou até obter um creme homogéneo.
Coloque a carne num tabuleiro de servir e faça montes com  o puré de batata (eu usei um saco de pasteleiro).  Polvilhe com oregãos e sirva quente.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

arroz Doce

Toda a gente deve dizer a mesma coisa, mas a minha avó faz o melhor arroz doce do mundo! ela até consegue aproveitaras sobras de arroz branco normal para fazer arroz doce (não me perguntem como, mas faz-lo e fica excepcional), deve ser por esse motivo que a minha familia é toda grande apreciadora deste doce e não o dispensa na mesa de Natal.  receita que fiz não tem segredo nenhum pois é a que está no livro base, fiz de um dia para o outro, achei o molho um pouco liquido e voltei a colocar mais alguns minutos na panela para engrossar, de resto segui a receita à letra. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,48€

- 1l de leite meio gordo
- 130g de arroz carolino
- 1 casca de limão
- 1 pau de canela
- 1 pitada sal
- 150g açucar
- 4 gemas de ovo

Preparação:

Coloque todos os ingredientes no copo excepto o açucar e os ovos e programe 50m, temp. 90º vel. colher invertida.
Numa taça á parte bata as gemas com um pingo de leite.
Quando terminar o tempo junte o açucare as gemas em fio e programe mais 10m, à mesma velocidade e temperatura.
Coloque numa travessa de servir e quando estiver frio polvilhe com canela.

Rabanadas ao vapor

As famosas rabanadas ou fatias douradas podem ser feitas ao vapor na nossa bimboca, evitando assim o aumento brutal calorico de as fritar em óleo. Não sei quanto a vocês, mas as garrafinha de oleo lá em casa quase que desapareceram! Para os mais cépticos devo dizer que são optimas, muito saborosas e então quentinhas e podem encontrar a receita no livro oficial da bimby ao vapor... É uma solução optima para um lanche diferente. Bom apetite!


Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,43€

- 1 pão de forma branco de vespera, cortado em fatias com 2cm
- 1l de leite
- 150g açucar
- 1 casca de limão
- 1 pau canela
- 2 ovos (usei 2 ovos + 2 claras)
- 750g água
- 8 c. sopa açucar
- 3 c. sopa de canela

Preparação:

Coloque no copo o leite, o acuçar, a casca de limão e o pau de canela e programe 12m, temp. 100. vel. colher invertida.
Retire o molho para uma taça e deixe arrefecer até ficar morno. Demolhe as fatias.
Num prato á parte bata os ovos.
Unte com margarina quadrados de papel aderente suficientes para cobrir todas as fatias de pão.
Depois de demolhadas, passe cada fatia pelo ovo e embrulhe-a no papel aderente e coloque-as na varoma.
Deite a água para o copo, coloque a varoma sobre ele e programe  25m, temp. varoma, vel.1.
Pré-aqueca o forno a 250ºC.
Num prato misture as colheres de açucar com a canela.
Quando terminaro tempo, retire cuidadosamente cada fatia do embrulho, passe-as pela mistura do açucar e canela e coloque-as num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal durante 3m.
Pode servir-se quentes ou frias.

Lombo de Porco com castanhas e marmelos

O nosso jantar de Natal é anterior aos dias propriamente típicos de Natal, isso significa, que a noite de 24 têm o tradicional bacalhau com todos e o almoço de dia 25 é por norma o peru recheado e leitão. Posto isto, as opções para os nosso jantar fica por si só bastante limitadas, este Ano optei por fazer lombo de porco com castanhas, pois já tem um toque Natalicio 8deve ser das castanhas, não sei), a receita é optima e básicamente não dá trabalho nenhum, apenas demora alguem tempo a cozinhar por isso convêm se começar cedo (especialmente porque eu fiz por duas vezes a receita). Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 6,07€

- 1kg lombo de porco
- 1 marmelos
- 30 castanhas descascadas (usei congeladas)
- 1 cebola grande
- 2 d. alho
- 1 cenoura
- 50g azeite
- 1 c. sobremesa de mel
- massa pimentão
- 1/4 garrafa de vinho tinto
- 1 c. café de canela
- palitos batata congelados

Preparação:

Marinar o lombo com a massa de pimentão, 1 dente de alho e o vinho. deixar repousar  de um dia para o outro. Fazer pequenos golpes na carne para que cozinhe bem no interior.
Deitar no copo a cebola e o alho e picar 5 seg. vel. Juntar o azeite e refogar 4m, temp. 100º vel.1.
Adicionar a cenoura cortada às rodelas finas, juntar o mel e a canela.
No cesto introduz-se o marmelo cortado aos cubos e as castanhas descascadas. Colocar o cesto no copo.
Na varoma colocar o lombo e deitar o liquido da marinada por cima.
Programar 60m, temp. varoma vel. colher inversa, Junta-se dois copos de água.
Servir quente acompanhado pelo molho que fica no copo.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Paté de Delicias do Mar

Costumo fazer o paté de atum , por isso para variar um pouco arrisquei-me a fazer o paté de delicias do mar. Gostei bastante, apesra de achar que a receita da maionese leva muita gordura, e para a proxima vou cortar no oleo e no azeite. O resto da maionese foi aproveitada para fazer o pão saloio recheado. Bom apetite! 



Ingredientes:
Preço médio de custo: 0,50€

- 2 c. sopa de maionese
- 6 palitos de delicias do mar
- sumo limão qb
- salsa fresca
- 1 c. chá ketchup

Preparação:

Coloque os palitos das delicias no copo e pique 3seg. vel. 5. retire e reserve.
Começe por fazer a maionese segundo o livro base: Num recipiente pese 150g de azeite + 100g de oleo (já reduzi a quantidade de óleo) e reserve. No copo coloque um ovo, temperado com sal e pimenta e 1 c. de sopa de vinagre. Triture o ovo 10seg. vel. 5, quando terminar o tempo coloque a máquina em funcionamente na vel.5, sem retirar o copo medidor vá vertendo lentamente o azeite e o oléo em fio sobre a tampa da bimby. Retire e reserve.
Sem lavar o copo coloque 2 c. de sopa d emaionese, 1 c. chá de ketchup e umas gotas de sumo de limão e programe alguns segundos na vel. 6 para obter um creme homogéno, adicione as delicias do mar reservadas e salsa a gosto e programe mais 10seg. vel.6.
leve ao frio pelo menos meia hora antes de servir.
Acompanhe com tostas.

Paté de Azeitonas

Gosto muito de azeitona preta, especialmente quando são bem temperadas e achei que este paté seria a minha cara, como foi um decisão assim de "ultima hora", não tinha a quantidade de azeitonas necessárias e optei por fazer somente meia receita. Com meia receita acontece que a bimboca não consegue desfazer totalmente a azeitona (não que me tenha importado) e a quantidade de azeite também me pareceu um pouco excessiva, mas de sabor é muito bom. Bom apetite!



Ingredientes (receita completa):
Preço médio de custo: 1,47€

- 300g de azeitona preta desencaroçada
- 90g de azeite (eu colocaria para começar um pouco menos)
- 1 c. sopa de oregãos
- 1 d. alho
- sal q.b. (não coloquei e penso que não é necessário)

Preparação:

Coloque o azeite e o dente de alho no copo e pique 2seg. vel.7, adicione as azeitonas e pique mais 10 seg. vel.5, junte os oregãos e o sal e programe 1m, vel.4.
Guarde no frigorifico num recipiente fechado.

Ementa de Natal


O nosso jantar de Natal realiza-se sempre no dia 23 de Dezembro, esta foi a ementa deste ano, todos os anos variamos um pouco as entradas, o prato principal e as sobremesas. Este ano foi assim, deixo de seguida as receitas que segui e peço desculpa mas com o decorrer do dia fui-me esquecendo de tirar fotografias e quando me lembrei já era um pouco tarde demais! quando voltar a repetir as receitas irei editar para colocar as fotos, fica prometido. Ho Ho Ho Bom apetite!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

prendas

Parece que fiz de proposito para que o 200º Post coincidisse com os meus presentes caseiros do Natal de 2010, mas foi pura coincidência. Neste post apenas mostro em que consistia a minha pequena lembrança para os familiares para este ano, juntamente com um postal de Natal com a foto a minha princesa que aqui não aparece mas que é sempre um miminho apreciado por todos.

Depois de ter feito as Pepparkakor, deixei-as arrefecer totalmente e embulhei num pouco de papel celofan
amarrado o máximo possivel, para evitar a entrada de ar (para que as bolachas mantenham a seu consitência crocante) com um laçarote natalicio, coloquei o chá Julte ou o preparado de cappucino caseiro, nos respectivos frasco e juntei o meu boneco mundialmente conhecido como gingerbreadman, cosido em feltro.
Depois apercebi-me que seria melhor criar umas etiquetas especificando os produtos, essas etiquetas não aparecem na foto, imprimi em papel de qualidade, recortei e coloquei-as à volta dos respectivos embrulho com fio de algodão.


Envolvi tudo em papel de seda, completei como novo laçarote (com muito cuidado pois o papel de seda é muito frágil) e  mais um laçarote e voilá! Posteriormente agrafei o postal de Natal para não se perder, pois já me aconteceu, os postais desaparecerem misteriosamente pelo caminho, eheh, (respectivamente endereçado a cada pessoa).


Não fiz as contas, nem quis fazer, pode ser que fazer um embrulho destes não saia  mais económico que ir a uma qualquer superficie comercial comprar uma caixa de bonbons (nada contra quem o faz), a ideia é oferecer um presente caseiro e personalizado, feito com muita dedicação e carinho. Para o Ano haverá um miminho diferente... o quê? ainda não sei, dó depois de planear a festarola dos 2 aninhos da Tis, irei começar a pensar no próximo Natal :)

Preparado de cappucino caseiro

A minha ideia inicial para os presentes caseiros, era encher os frasquinho com um preparado de cappucino caseiro. O B começou a "gozar"-me pois o que não falta por ai são desses preparados instantâneos, e como a Ana Bageri me sugeriu o chá julte, a ideia dos cappucinos foi ficando para trás... Como já comentei no poist do chá, o preparada não deu para encher os farscos, aliás, mesmo mal cheios, ficaram três frasquinhos de fora... tinha a hipotese de continuar a saga dos ingredientes ou fazer este preparado para as minhas primas, que em retrospectiva até devem preferir o Capuccino ao Chá, como devem imaginar, optei pela 2ª opção, até porque já tinha começado a comprar os ingredientes em Novembro. Bom apetite!


Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,50€

- 100g de leite em pó
- 50g chocolate em pó
- 10g cacau em pó
- 15g café soluvel
- 35g chantilly em pó
- 2 c. sop de açucar (não coloquei, preferi deixar ao gosto de cada um)
- 1 c. café mal cheia de canela em pó

Preparação:

Colocar todos os ingredientes no copo e misturar alguns segundos na vel.3. Deitar para frascos ou latas perfeitamente selados.
Preparação para uma chávena de chá: Deitar 4 colheres de chá cheias do preparado, juntar 175ml de água ou leite quente aos poucos. Misturar bem para fazer creme e servir de imediato. 

chá Julte

Ainda no site da Ana Bageri podemos encontrar a receitinha para este chá. Confesso que não me foi simples encontrar todos os ingredientes, corri supermercardos, ervanárias, mas também a ideia deste chá já veio assim um pouco "em cima do acontecimento"... mas no final valeu bem a pena! Não provei o chá, pois não sobrou nem uma folhinha, tinha ideia dos frascos serem mais pequenos do que na realidade eram. Bom apetite!


Ingredientes:
Preço médio de custo: 11,93€ (rendeu 11 frascos mal cheios)

- 75g de chá verde (eu coloquei 100g)
- 100g de ceilão (coloquei somente 60g,  só encontrei já em saquetas individuais)
- 50g folhas de malva
- 25 g de pétalas secas de calêndula
- 1 colher de sopa de cravinho moído
- 5 paus de canela
- 2 colheres de sopa de cardamomo moído
- 1 colher de sopa de noz moscada e anis estrelado moído (só encontrei anis estrelado sem ser moido)


Preparação:

Se não encontrar o anis moido, coloque todo o pacote do anis estrelado no copo, dê alguns toques no urbo e em seguida alguns segundos na vel.9 até ficar em pó. Retire e Reserve.
Coloque os paus de canela no copo e dê alguns toques no turbo até ficarem ligeiramente desfeitos. Adicione os restantes ingredientes e misture tudo na vel. 3-4-5, Coloque em frascos ou latas perfeitamente selados.

Pepparkakor - Bolachas de especiarias

Num dos foruns que gosto de visitar, discutia-se a temática dos presentes caseiros para este Natal... Eu dei as minhas sugestões e opinião sobre quais os presentes que iria oferecer este ano, que consistia num enfeito de arvore com um boneco em feltro do gingerbreadman, a  Ana Bageri, que têm este magnifico blog de culinária e não só, sugeriu-me esta bolachinhas tipicamente suécas e optimas para esta altura de natal. só tive de adaptar a receita dela à bimby e meti a mão na massa e fiz milhares de bolachinhas! Bom apetite!


Ingredientes:
Preço médio de custo: 5,82€

- 200g de mel de cana (melaço)
- 450g de açucar mascavado escuro
- 5 c. sopa de Natas frescas gordas
- 140g manteiga
- raspa de 1 laranja
- 1 c. chá cravinho em pó
- 1 c. chá pimenta de jamaica em pó (usei mistura de pimenta branca e pimenta da jamaica, que foi a unica que encontrei)
- 1 c. chá gengibre em pó
- 2 c. chá canela em pó
- 2 c. bicarbonato de sódio
- 4 gemas
- 900g farinha

Preparação:

Colocar o melaço, o açucar e as especiarias no copo e programar 3m, temp. 90º vel.2.
Deixar arrefecer até aos 50º, ai colocar as natas, e a manteiga amolecida e misturar 20seg. vel.3 e deixar arrefecer por completo.
Juntar as gemas e 550g de farinha peneirada com o bicarbonato de sódio e misturar 20seg. vel.3 e depois 2m, vel. espiga.
Retirar para um recipiente e misturar o resto da farinha á mão, ou então se preferir divida a massa em parte e programe mais alguns minutos na bimby, vel. espiga para amassar o resto (eu amassei à mão) e levar ao frio de um dia para o outro.
No dia seguinte, estender a massa com o rolo e cortar com corta biscoitos, levar ao forno pre-aquecido a 170º, entre 8-10m.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Iogurte de Chocolate Branco e coco

Gosto bastante de chocolate branco apesar de achar muito mais enjoativo que o de leite ou o preto, achei esta receita à minha medida. Como calculava o açucar era totalmente dispensável (usei o chocolate de barra para comer não do culinário), e para a próxima também vou retirar o côco, uma vez que o seu sabor não fica muito demarcado, nota-se mais é pela textura, para a proxima só chocolate branco a ver como fica. Podem encontrar a receita original no blogue nosoup-foryou . Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,43€

- 800g de leite
- 1 iogurte natural
- 100g de chocolate branco
- 60g coco ralado
- 6 c. chá açucar (não usei)
- 1 c. sopa leite em pó (usei 10g)

Preparação:

Triturar o coco 30seg. vel.9
Junte metade do leite e programe 2m, vel.9, juntar o resto do leite e misture 30seg. vel. 5-7-9.
Adicione o chocolate partido aos pedaços e programe 4m, temp.50º vel.2
Adicionar o iogurte e o leite em pó e misturar 15seg. vel.4.
Abafe bem o copo 8-10h.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Coca de Atum

As ultimas receitas não me têm corrido pelo melhor, esta tem um recheio muito bom, mas a massa não saiu como deveria, penso que o recheio é optimo numa base de pizza por exemplo, esta não me convenceu. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,35€

Massa:
- 50g azeite
-50g banha
- 15g de fermento padeiro fresco (usei uma saqueta de fermipan, dai a massa também não ter levedado como deveria)
- 1 pitada de sal
- 1/2 colher açucar
- 300g farinha tipo 65

Recheio:

- 150g cebola
- 50g pimento verde às tiras
- 50g pimento vermelho às tiras (não usei)
- 25g azeite
- 3 latas atum bem escorrido
- 1 lata pequena milho (usei só metade)
- azeitonas pretas sem caroço a gosto

Preparação:

Massa:
Colocam-se todos os ingredientes à excepção da farnha e programe 2:30m, temp. 37º vel.1, adiciona-se a farinha e programa-se 2m, vel. espiga.
Retira-se  e deixa-se descansarcerca de 10m.
Estende-se a massa finamente picando com um garfo.
Liga-se o forno a 200ºC.

Recheio:
Coloca-se no copo a cebola, os pimentos, o azeite e pica-se 6seg. vel.4.
Junta-se o atum ligeiramente esmagado com o garfo, o milho e envolve-se com a espátula, espalha-se sobre a  massa e vai ao forno durante cerca de 30m.

Tagliatelle com salmão fumado

Esta é uma das receitas mais rápidas que já fiz até hoje, em parte também por cozinhar a massa à parte. Gostei, mas achei que lhe faltava um pouco de sabor... talvez por me ter esquecido de polvilhar com oregãos no final, achei que faltava um pouco de ervas aromáticas, o prato por si só não tem um sabor muito demarcado, penso que não compensa o preço final e certamente não irei repetir tão rápidamente. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 5,12€

- 1 embalagem de salmão fumado
- 100g de tomate aos pedaços sem pele
- tagliatelle a gosto (cerca de 4 ninhos)
- 1 pacote de natas (usei metade, mais ou menos de aproveitamento de outra receita)
- 2 c. chá alho em pó
- 15g azeite
- sal, pimenta, oregãos

Preparação:

Numa panela à parte coza a tagliatelle.
No copo coloque o tomate, o alho em pó, o azeite e pique tando 3 toques no turbo, tempere com sal e pimenta e refogue 5m, temp. 100º vel. 1.
Adicione o salmão aos pedaços e cozinhe 3m, temp. 90º vel. colher invertida.
Junte as natas pelo bocal e envolva 2m, temp. 90º vel. colher invertida.
Num prato de servir coloque um pouco de tagliatelle, um pouco de molho de salmão e polvilhe com oregãos.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Menu semanal XIII




Sábado - Pequeno-Almoço: Nectar de Pêra
               Refeição: Carne de Vaca com cogumelos e molho café

Domingo - Lanche : Pão de leite
                 Refeição: Tiras de peru tostadas
Segunda - Refeição: Bola de Marisco

Terça -  Refeição: Arroz de peru no forno

Quarta - Refeição: sobras

Quinta - Refeição:  Pescada com broa

Sexta - Refeição: Feijão preto à brasileira

Iogurte da semana - Iogurte de Manga

Sobremesa da Semana - Tarte de Amêndoa

Valor do menu da semana: 25,04€

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Bolo de Amêndoa

Já estava com saudades de fazer um bolinho, mas deparei-me com um problema... As noticias anunciaram o fim do açucar, o povo entrou em histeria às portas do natal e começou a esconder açucar debaixo da cama só para ficarde "reserva" e os meus desejos foram sendo adiados até descubrir uma receita a meu gosto que não levasse açucar branco, e encontrei... esta! sim é outra vez com amendoa mas é bastante diferente da tarte anterior, muito fofinho e saboroso! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 4,59€

-250g manteiga amolecida
- 200g açucar amarelo
- 4 ovos
- 150g farinha integral (usei farinha branca)
- 1 c. chá fermento
- 150g miolo amendoa sem casca moido
- 50g amendoa laminada
- 4 c. sopa mel

Preparação:

Pre-aqueça o forno a 180ºC.
Unte uma forma de buraco com manteiga e farinha.
Coloque no copo a manteiga amolecida e programe 1m, temp. 37º vel.3. Adicione o açucar e os ovos e programe 25 seg. vel.5 e depois mais 3m, temp. 37º vel.3
Junte o miolo de amendoa, a farinha e o fermento e misture 20 seg. vel. 3-4.
Deite a massa para a forma, polvilhe com a amendoa laminada e leve ao forno durante cerca de 30-40m, verificando a cozedura com um palito.
Quando retirar do quente, espalhar uniformemente o mel pelo bolo e deixar arrefecer um pouco para desenformar.

Sopa de espinafres

A base da minha sopa de espinafres difere pouco da minha sopa de agriões. Desta vez optei por colocar cenoura em vez de abobora, é bastante mais calórico, mas a cenoura dá sempre outro sabor à sopa e como diria a Tis: Nhanmnhamnham... Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,15€

- 1 batata média
- 1 cenoura
- 1 courguete grande
- 1 cebola
- 2 d. alhos
- 100g de folhas de espinafre
- 1 fio de azeite

Preparação:

Coloque as folhas de Agrião na varoma. Reserve.
Lave e descasque os restantes legumes e coloque-os partidos aos bocados no copo, adicione uma pitada de sal e coloque água para obter a consistencia de sopa desejada: para obter um creme coloque água um pouco acima dos legumes no copo, para consistência um pouco mais liquida, junte mais água.
coloque a Varoma por cima da tampa do copo e programe 25m, temp. varoma, vel.1
Quando terminar o tempo retire a varoma, triture os legumes, programando 1m, vel. 5-6-7 progressivamente, adicione o fio de azeite e as folhas de agrião no copo e programe 15seg, vel.3 invertida.
Sirva quente.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Poupar – Faça escolhas inteligentes I

Saber fazer uma boa opção em relação a certos produtos para se poupar nas contas do final do mês nunca fez mais sentido.
Com a mudança de Ano e consequente subida dos preços não só devido à inflação como também à subida do IVA dos produtos considerados de Luxo de 21 para 23%, as contas ainda ficam mais difíceis para quem já conta os tostões e para quem se dedicou à arte da poupança.
Não sei se já assinalaram a vermelho os produtos que para além da inflação irão sofrer o aumento do IVA, eu já, de alguns pelo menos, porque depois das negociações com o PSD acabei por não perceber quais os produtos que irão mudar de escalão (dos 13 ou até dos 6 para os 23%). Entre eles estão: todos os produtos de higiene e limpeza (gel banho, shampoo, amaciador, desodorizante, pasta de dentes, detergente para a roupa, para a máquina, lava tudo, etc. etc.), açúcar, chás e infusões, roupa, brinquedos, ervas aromáticas, chocolates (doçaria em geral), marisco… assim só para citar alguns.
Desde que comecei a planear as minhas refeições mensalmente de modo a organizar a minha lista do supermercado, os produtos alimentares de 1ª necessidade taxados a 6% ocupam mais de 50% da minha lista, mas quase nos 45% estão os produtos de limpeza e higiene taxados a 21%, ora 2 pontos percentuais mensalmente na minha factura ainda fazem diferença, compete-me a mim descobrir novas formas de poupança, libertando-me de certas “necessidades” instaladas.
Hoje começo por vos falar como poupar nos produtos de limpeza do pó.

Criou-se a moda dos swiffers, swiffers prometia ser um modo revolucionário de eliminar o pó em casa, era prático, uma toalhita servia para o chão e para os móveis e no fim ia para o lixo! Lá por casa também houve swiffers, mas confesso que nunca fiquei muito convencida com a sua eficácia, especialmente a limpar o chão, pois as pontas acumulavam todo o pó e a restante parte da toalhita nunca limpava nada… Ou seria apenas falta de jeito meu?

Uma embalagem de swiffers actualmente custa por 40un, 7,11€. Supondo que uma pessoa gasta 5 toalhitas por semana a limpar o pó, necessitaria de comprar 7 caixas ao ano (6,5 para ser mais preciso) o que nos dá um total de 49,77€ anualmente.




Eu em casa uso o velhito Pronto em spray com os ainda mais tradicionais panos do pó em flanela. Dou um toque no spray para o pano e limpo móveis que é uma maravilha (quer seja envernizados, quer sejam lacados). Não me recordo da última vez que comprei 1 embalagem de pronto, mas já faz mais de 2 anos certamente. Uma embalagem custa 2,81€ e para quem não tem um pano do pó de flanela tem que acrescentar mais 0,79€, imaginando que precisa de uns 4 (1 por semana do mês), gastaríamos no total uns 5,97€ por ano, o que representa em relação ao swiffers uma poupança de 43,80€ no primeiro ano (supondo que seja necessário comprar os panos) e 46,96€ nos anos seguintes (ou até mais, uma vez que acredito que o spray dura muito mais de um ano).
Podem alegar: "claro, mas os panos do pó posteriormente têm de ser lavados". Sim é verdade, eu lavo os meus na mesma máquina que lavo os tapetes dos quartos e das casas-de-banho, no fundo não estou a gastar dinheiro na lavagem, uma vez que já faço essa máquina obrigatoriamente uma vez ao mês. Acabamos por poupar também o ambiente, uma vez que não há tanta produção de lixo (toalhitas) e a lata no final pode sempre ir para o ecoponto amarelo.

Não mudo o meu pronto por nada, e vocês?


Nota: Enquanto pesquisava imagens do swiffer na internet fui ter a este site com mais ideias para substituir o swiffer, uma delas é colocar uma meia de collant tradiconal para segurar o pó, á semelhança das microfibras das swiffer, ainda não experimentei, mas a proxima vez que uma collant abrir malha, já tenho novo destino a lhe dar sem ser o lixo. Experimentar esta solução então é que não custa nadinha e se resultar é uma optima opção para reutilizar as collants.

Feijão preto à brasileira

Temos por habito fazer as compras do mês a meio do mês, os meus meses vão de dia 15 a dia 15 (ou algo semelhante), por essa razão já se começa a notar uma certa falta de opções na cozinha, que aliadas às chegadas tarde a casa e ao pouco tempo disponivel para confeccionar refeições me obrigam a muita imaginação. Ontem estive quase a fazer douradinhos para todos, mas la me lembrei de uma lata defeijão preto na dispensa, e um resto de tomate aos pedaços no frigorifico... fui ao congelador: um resto de tiras de bacon congeldas... será que ainda há arroz? havia e... Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,30€

- 1 lata pequena feijão preto
- 100g de bacon aos cubos (eu tinha cerca de 80g)
- 1 cebola
- 2d. alho
- 2 c. sopa de polpa tomate (usei tomate aos cubos de lata, o restinho que se estava a estragar)
- 20g azeite
- 120g arroz
-800g água
- sal

Preparação:

Começe por fazer o arroz, colocando a água no copo, o arroz no cesto, temperar com sal e programar 20m, temp. 100, vel.4. Quando terminar o tempo retire e reserve de modo a ficar quente.
Eu como tinha uma certa pressa fiz o arroz numa panela tradicional enquanto preparava o feijão.
No copo limpo, coloque a cebola, o alho e pique 5seg. vel.5, adicione o azeite e refogue 5m, temp. 100, vel.1.
Adicione o bacon e programe mais 3m à mesma velocidade e temperatura.
Coloque a borboleta, adicione o feijão (sem escorrer o molho dalata) e a polpa de tomate e deixe apurra 5m, temp. 100º vel. colher inversa.
Sirva quente.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Tiras de Peru Tostadas

Muitas das receitas da nossa amiga têm um problema: não vêm com a guarnição na receita o que implica que tenhamos que fazer antes ou depois ou se nos lembrarmos e der adaptar a receita para cozinhar a carne/peixe ao mesmo tempo com a guarnição. Por esse motivo as receitas que já são 2 em 1 estão no top da minha lista neste momento e esta já estava para a fazer faz séculos mas nunca tinha tido a oportunidade, mas aproveitei que tinha ralado o pão para o arroz de peru no forno e lá foi! adorei, muito saborosa e muito prática. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,60€

- 400g bifes de peru cortados às tiras (eu tinha comprado um peito de peru que cortei aos bifes e posteriormente cortei os bife em 2 ou 3 partes)
- pão ralado na bimby com coentros e alhos (usei o resto desta receita e acrescentei mais um pouco de pão)
- 10g de azeite (coloquei a olho, mas penso que não chegou a 10g)
- 2d. alho
- sal
- 800g água
- 20g margarina (coloquei a olho)
-800g batata (não pesei, usei 4 batatas médias)
- leite a gosto

Preparação:

Se não tiver o pão ralado, ralar um pouco de pão rijo com coentros e 2 d. alho durante 30seg. vel. 5,7,9, juntar o azeite, sumo de limão e sal e programar 3m, vel.5
Envolver as tiras de peru no pão e reservar no frio cerca de 1h (eu coloquei no frio enquanto dava banho à tis, foi cerca de meia-hora).
Coloque no copo a água e no cesto as batatas cortadas às rodelas, feche com a tampa e coloque a varoma com uma folha de papel aluminio levemente pincelada com azeite e coloque as tiras de peru envolvidas no pão ralado, feche e programe 20m, temp. varoma, vel.2.
Pre-aqueça o forno a 200ºC.
Quando terminar o tempo retire a carne para um tabuleiro de ir ao forno e leve-as a tostar. Entretanto retire a água do copo e coloque as batatas, a manteiga e um pouco de leite (de forma a obter a consistência desejada no puré) e triture tudo 1m, vel.4.
Retire e Sirva quente.

domingo, 12 de dezembro de 2010

carne de vaca com molho de café e cogumelos

Esta receita é uma adapatação desta deste post . qaundo comprei a carne de vaca para o cozido á portuguesa achei que a peça que o Sr. Talhante me tinha dado era muito grande só para o cozido, mas como a carne serve sempre para tanta coisa... pensei em fazer o que não usaria numa cebolada. Como a carne na cebolada era cozinhada a vapor iria mais uma vez levar mais tempo do que eu tinha disponivel para o jantar... Não é por mim, nem pelo B, nós ainda aguentamos a fome, mas a ts começa logo a agarar-se á porta do fogão a gritar "pápa pápa" e com razão. Cortei a carne ás tiras, juntei os cogumelos e voilá! uma receição em menos de nada. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,50€

- 250g de vaca para estufar cortada às tiras
- 150g de leite
- 100g natas
- 1 cebola grande
- 2 d. alhos
- 20g de margarina
- 1 lata pequena cogumelos
- 1 c. chá bem cheia de café soluvel
- sal e pimenta q.b.


Preparação:Tempere as tiras de carne a gosto com sal e pimenta.
Descasque a cebola e os alhos e pique-os 5seg. vel.5
encaixe a borboleta, junte a manteiga, as tiras de vaca, o leite, as natas e o café e programe 15m, temp. varoma, vel. colher invertida.
Quando faltarem cerca de 10m para terminar o tempo adicione os cogumelos pelo bocal.
Retifique os temperos, sirva com guarnição a gosto (desta vez fiz umas batatinhas fritas para variar)

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Menu Semanal XII




Sábado - Pequeno-Almoço: Chocolate Quente
               Refeição: Cozido à Portuguesa

Domingo - Lanche : Sandes de frango com molho pesto e mozzarela
                 Refeição: Bife com batatas fritas

Segunda - Refeição: Tarte de cozido

Terça -  Refeição: Risotto de Alheira

Quarta - Refeição: Lasanha de atum

Quinta - Refeição:  costeletas com molho pesto

Sexta - Refeição: Sobras

Iogurte da semana - Iogurte de Cappucino

Sobremesa da Semana - Delicia de Mousse de Chocolate

Valor do menu da semana: 26,62€

Arroz de Peru no forno

Estou à imenso tempo para fazer uma receita de tiras de peru tostadas, mas a receita demora algum tempo e é coisa que não tenho tido muito pois temos chegado quase à hora do jantar a casa. Como eu geralmente retiro a carne do congelador na noite anterior já tinha o peru descongelado e não o queria deixar mais um dia no frigorifico pois é uma carne que seca bastante (mesmo bem embalada), optei por esta receita de empadão de arroz, é bastante parecida com outras que já tenho feita, mas é optima para quem quer aproveitar restos de carnes ou de legumes, é so alternar os ingredientes e levar ao forno. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,42€

- 300g de arroz
- 50g pão rijo (quando me sobra uma fatia de pão ou qualquer coisa do género que ninguem comeu, gaurdo-a num saco de pano para não ganhar bolor e fica á espera do dia que irá ser triturado).
- 3 d. alho
- 10g salsa
- 4 fatias de queijo
- 1 cebola
- 2 c. sopa polpa tomate
- 30g azeite
- 150g ervilha
- 1 lata pequena milho
- 200g água
- 400g peru às tiras

Preparação:

Coza o arroz colocando no copo 800g de água, o arroz no cesto e programando 20m, temp. 100º vel.4 (eu cozi numa panela á parte enquanto fazia o resto da receita para poupar tempo). Retire e Reserve.
No copo limpo e seco coloque o pão, 1d.de alho e a salsa e rale 15seg. vel.9. Reserve.
Sem lavar o copo coloque a cebola, , 2 d. alho,a cenoura e pique 5 seg. vel.5
Junte a polpa de tomate, o azeite, as ervilhas, o milho a água, tempere e programe 7m, temp. 100º vel. colher invertida.
Ligue o forno e 180ºC.
Adicione o peru e programe mais 5m, temp. 100º vel. colher invertida.
Num pirex envolva a carne e os legumes como o arroz, coloque as fatias de queijo por cima, polvilhe com o pão ralado e leve ao forno a gratinar durante uns 20m.

Bôla de Marisco

Aos fins-de-semana e feriados não gosto muito de fazer comida convencional, uma vez que nos restantes dias da semana é só o que comenos. Eu e o B gostamos muito de petiscar e conseguiriamos fazer varias vezes por semana refeições de "tapas" como os espanhois. o Unico senão é que geralmentepreparar muitas tapas dá muito mais trabalho que fazer um prato tipico :) Nas ontem não me apetecia nem comer comida "normal" nem cozinhar muito, lembrei-me d ever na revista da teleculinária robot esta receita e decidi experimentar, pareceu-me bastante original fazeruma bola de marisco. Gostei, mas para a proxima uso a minha massa tradicional da bôla de carne pois não fica tão seca. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,48€

Massa:
- 500g farinha
- 50g azeite
- 2 ovos grandes
-150g água
- 1 saqueta fermento
- 1 pitada de sal
Recheio:
-200g delicias do mar
- 250g miolo camarão
- 4d. alho
- 40g azeite
- sal e piripiri
Preparação:

Descongele os camarões e as delicias do mar.
Começe por fazer a massa. Coloque o fermento no copo, seguido dos ovos, o azeite, a água, a farinha e o sal, programe 8m, vel. espiga.
Retire do copo, coloque a massa numa tigela enfarinahda e deixe levedar até ganhar o dobro dovolume.
Quando a massa estiver crescido faça o receheio. Pique os alho 5seg, vel.5 adicione as delicias do mar e o miolo de camarão, adicione o azeite, tempere a gosto e programe 10m, temp. varoma vel. colher invertida.
Ligue o forno a 180ºC.
Parta a massa em duas parte iguais, estenda-a com a ajuda de um rolo numa bancada enfarinhada, coloque uma das partes num tabuleiro com papel vegestal ou um tapete de silicone ou então unte o tabuleiro para a massa não se colar. Sobre essa metada da massa coloque o recheio e feche a Bôla com a outra metade da massa.
Pincele a bola com uma gema batida e leve ao forno durantecerca de 30-40m.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Poupar e render…

Está tudo na loucura da poupança. Muitas das sugestões dos blogs de poupança é arranjar um mealheiro para ir colocando os trocos em casa. Efectivamente em casa tenho um mealheiro, vou colocando lá de vez em quando umas moeditas pequenas que vão dando sempre jeito para quando falta trocos para o pão ou para os parquimetros, mas é dinheiro parado… e eu não gosto de dinheiro parado, não é que ganhe cheiro como a água mas… é que posso ter o dinheiro a render!

Sim poupar também é ganhar.

A falta que umas aulas de economia doméstica nos faz… Á uns anos atrás achava que colocar dinheiro no banco era assim… um desperdício. Quer dizer era igual ter o dinheiro em casa ou ter o dinheiro no banco. Até que alguém me explicou que para pessoas como eu que movimentavam pouco o dinheiro havia uma coisa chamada depósito a prazo, que me dava juros para ter o dinheirinho no banco, só não entendo porque é que essa alma caridosa não me explicou isso muito mais cedo, mas enfim!
Decidi arriscar e fazer um DP pela internet, muito a medo coloquei o montante mínimo a render, eram 250€ e no final de um mês tinha mais uns 50cts na minha conta, ok foi pouco, mas agora as taxas ainda estão mais baixas que na altura e o mesmo montante agora “só” rende 21cts. (coloquei o só entre aspas pois a mesma quantia em casa renderia 0, começamos com 250 e acabamos em 250, e com o dinheiro no DP começamos com 250 e acabamos com 250,21€)
Sim é pouco mas é dinheiro e é dinheiro que acresce aquele que já poupamos. A partir desse momento todos os meses crio DP a 30 dias e no final dos 30 dias liquido-o (eles agora renovam-se automaticamente) e acrescento mais um pouco à poupança e todos os meses o valor que recebo é um pouco mais (a menos que as taxas desçam como é obvio).
Quando comecei a ter quantias mais significativas comecei a fazer contas e descobri que os depósitos a 180dias rendiam mais dinheirinho, então passei a ter 2 DP, um com o montante significativo a 180 dias e outro que iniciava com o valor mínimo (os tais 250€) a 30 dias e ao qual vou acrescentando todos os meses mais um valorzito (nem que seja os 21 cts dos juros, lol).

E porque não fazer uma conta poupança, já que por si só permite reforços?

Eu tenho 2 motivos: 1ª porque regra geral as poupanças têm um valor mínimo de reforço mensal, e poderia dar-se o caso de um mês não ter hipótese de preencher esse valor e a 2ª razão e não menos importante é que as taxas das contas poupanças são muito mais baixas que as dos DP tradicionais, ora o meu intuito não é somente poupar dinheiro, isso fazia-o em casa, mas sim coloca-lo a render o melhor possível.

Como calculam actualmente há muita oferta de Depósitos a prazo, temos os tradicionais ao balcão, os negociados ao balcão, os que se podem criar somente pela internet, os crescentes… eu já fiz muitas e muitas contas com o intuito de fazer o meu dinheirinho render sempre o melhor possível. Já fiz boas opções de criar DP crescentes quando as taxas estavam altas e depois baixaram abruptamente, o que me permitiu durante quase 2 anos ter uma taxa muito acima da praticada, mas neste momento como as taxas estão baixinhas acho que a escolha correcta é um DP tradicional, para quê empatar o dinheiro 5 anos a uma taxa média de 2,5% quando a taxa normal actualmente está a 2? Quem me garante que daqui a 1 ou 2 anos as taxas não voltam a subir para os 5%, neste momento não criaria nada que me comprometesse por tanto tempo e até porque o dinheiro que poupo também lá está para alguma “emergência” e gosto que ele esteja o mais “acessível” possível, perder 2% de juro em 30 dias o que dá menos de (2%/12) não me custa tanto como perder meses num deposito que era a 5 anos e que tive de liquidar…

E é assim que sempre vai entrando mais algum dinheirinho lá em casa…

* Nota: para quem não sabe o nosso querido Estado também nos cobra IRS sobre o juro do nosso dinheiro, os valores que coloquei são líquidos, ou seja, já com o imposto descontado. O estado neste momento retira-nos 21,5% do montante que recebemos, mas no próximo ano já se sabe, esse valor vai subir pelo menos até aos 23%.

Tarte de amêndoa

É possivelmente uma das minhas tartes de eleição. Nunca tinha experimentado fazer e achei que na bimboca seria muito mais fácil, pois an bimby nada sai mal não é? Bem a receita que usei só está parcialmente adaptada à bimby (a massa) o que querdizer que o recheio foi feito na panela e eu não devo ter percebido bem a parte o deixar o recheio alourar, pois coloquei o molho e levei a tarte ao forno e o molho foi absorvido pela massa em vez de ficar crocante como deveria. A tarte ficou deliciosa à mesma, mais humida interiormente e as amendoas ficam tostadas à mesma e o B diz que até prefere assim. Podem sempre tentar fazer a tarte correctamente :) Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,35€

Massa:

-2 ovos
- 200gr de açucar
- 200gr de farinha
- 75 gr de manteiga
- 1 colher de chá de fermento

Recheio

- 125 gr de miolo de amêndoa (usei amendoa laminada)
- 100gr de açucar
- 125gr de manteiga
- 6 colheres de sopa de leite

Preparação:
Massa:

Colocar a manteiga no copo e derreter 5m, temp. 37º vel 1 (se for necessário programar mais alguns minutos).
Adicionar os restantes ingredientes e bater 2 min,vel 2.
Forrar uma tarteira com manteiga e farinha e colocar a massa, levar ao forno pré aquecido 180º cerca de 15 min

Recheio:
Numa panela derreter a manteiga, quando estiver derretida e sem tirar do lume juntar o açucar,o leite e a amendoa e ir mexendo sempre até alourar (penso que o molho tem de ferver e irá começar a ganhar a cor castanha, no meu caso isso ainda não tinha acontecido quando resolvi deitar o recheio sobre a base da tarte)
Colocar o recheio e levar novamente ao forno até tostar.

Pão de leite

Ando com vontade de fazer paezinhos de leite, iguais àqueles que se compram nas pastelarias... penso que já tinha feito esta receita  apensar que poderia ser a "tal" mas não é. De Qualquer das formas os paezinhos são bons e são uma optima alterantiva para lanches ou pequenos-almoço, não são é os de leite a que estavamos habituados. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,09€


- 250 g de leite
- 50 g de manteiga
- 50 g de açúcar
- 30 g de fermento de padeiro (usei 1 saqueta fermipan)
- 1 colher de chá de sal (não usei)
- 500 g de farinha (usei espiga tipo 65)


Preparação:

Ponha todos os ingredientes no copo excepto a farinha e o fermento e programe 1 min, 40º, vel 2.
Quando acabar junte o fermento e a farinha e programe 20 seg, vel 6. De seguida mais 3 min, vel espiga
Quando estiver pronta deixe repousar 5 min.
Molde pãezinhos ou um pão e deixe dobrar de volume (eu só deixe cerca de 30m, mas para a proxima deixo pelo menos 2h).
Quando tiver duplicado de volume, pincele com ovo batido com um pouco de água e coza a 200º entre 25 a 30 minutos

Iogurte de Cappucino

Confesso que tinha grandes expectativas para este Iogurte e foram um pouco defraldadas, pode não ser culpa da receita, pois confesso que não contabilizei correctamente o cafe e teria gostado de um Iogurte com um sabor a café muito mais demarcado. Deresto também gostei mais do iogurte polvilhado com canela do que com o chocolate em pó. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,50€

- 1l de leite
- 1 iogurte natural
- 50ml de café (usei 1 chavena de café)
- 50g leite em pó
- 3 c. sopa de natas
- 50g de açucar
- cacau em pó

Preparação:

Começe por preparar o café expresso.
No copo coloque o açucar, o liete, o leite em pó, as natas e o café e programe 8m, temp. 100º vel.3.
Deixe arrefecer até aos 50º, ai juntar o iogurte e envolver 20 seg. vel.4.
Abafar bem o copo entre 8-10h.
Separar o iogurte em copinhos e polvilhar com cacau em pó antes de servir.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Menu Semanal XI



Sábado - Pequeno-Almoço: Nectar laranja-kiwi
               Refeição: Entrecosto com arroz de feijão

Domingo - Lanche : Entrelaçado de chocolate, nozes, amendoas e maça
                 Refeição: Espetadas de Frango com ananás

Segunda - Refeição: Sobras

Terça -  Refeição: Strogonof de peru

Quarta - Refeição: Rancho

Quinta - Refeição:  Pescada supresa em papillote

Sexta - Refeição: Ervilhas com ovos escalfados

Iogurte da semana - Iogurte com Doce de Pêra
Sobremesa da Semana - Queijadas


Valor do menu da semana: 24,77€

Tarte de Cozido

Apesar de ter reduzido muito a receita que usei do cozido (de modo a ser só para 2,5 pessoas), ainda sobrou bastante. O que fazer com as sobars? aquecer e comer cozido de novo?  eu optei por fazer algo diferente, espero que gostem. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 0,97€

- Sobras de cozido
- 2 placas de massa folhada congelada
-1 ovo

Preparação:

Corte a carne, os chouriços e os legumes que sobraram assim às tiras, tipo uma juliana grande. Reserve.
Estenda as placas de massa folhada, com a ajuda de um rolo da massa, numa bancada enfarinhada.
Numa placa coloque os restos do cozido e tape com a outra placa, humedeça as pontas para selar a tarte, se for necessário use um palito para ajudar a prender. Pincele com o ovo batido e leve ao forno pre-aquecido a 180º durante uns 25-30m.

Chocolate Quente

Lá por casa aproveitamos muito bem o feriado. De manha arrumamos a casa, depois de almoço fosses passear e no final da tarde fizemos uma coisa que eu gosto muito: montamos a àrvore de Natal.
A tis ajudou muito, especialmente a tirar as bolas que eu e o B tinhamos acabado de colocar. Melhor que isto foi afzertudo ao sabor de um chocolate quente, que bem que sabe com este friozinho, acompanhei com umas bolachitas de gengibre, estas não fui eu que fiz, por enquanto! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 0,85€

- 150g de chocolate culinária
- 5g de amido de milho (maizena)
- 500g de leite

Preparação:

Parta o chocolate aos pedaços para dentro do copo e dê alguns toques no turbo para o partir em pedaçinhos muito pequenas.
Juntar os restantes ingredientes e programar 9m, temp. 90º vel.4

Costeletas de Porco com molho Pesto

Os italianos usam o molho pesto para diversas coisas, eu por enquanto só o tinha usado como molho para acompanhar sandes ou para tostas torradas, desta vez decidi-me por acompanhara carne de porco. Fica estilo um "Espargado estranho" como me dizia o B, que não sabia ainda que era molho pesto, sinceramente acho que continuo a preferi-lo nas sandes ;) Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,90€

- 4 Costeletas de porco
- molho pesto a gosto
- guarnição a gosto (fiz esparguete para variar um pouco)

Preparação:

Faça o molho pesto segundo a receita aqui descrita (ou outra a seu gosto).
Leve as costeletas a grelhar de ambos e coloque-as numa travessa de servir regadas com molho pesto a gosto. Sirva acompanhada pela guarnição da sua preferência.

Iogurte com Doce de Pêra

Apesar de o Doce ser caseiro não foi feito na bimby... isso não querdizerque não o aproveite para os meus iogurtes :)  Este feriado teve coisinhas boas na mesa, mas como não trouxe deixo os posts para amanha.
Bom apetite! 



Ingredientes:
Preço médio de custo: 0,95€ (não está incluido o preço do doce, uma vez que me foi oferecido)


- 800g de leite
- 1 iogurte natural
- 20g de leite em pó
- 30g de açucar (coloquei 10g de açucar amarelo mas para a proxima não coloco nada, o iogurte já leva doce e é açucar mais que suficiente).
- Doce de Pêra


Preparação:

Colocar o leite em pó, o iogurte natural e o açucar no copo e misturar na vel.3 até ficar sem grumos.
Juntar o leite e programar 7m, tem. 50º vel.3.
Quando terminar o tempo temos 2 opções: ou abafamos muito bem o copo com a manta polar entre 8-10h ou então se já formos separar o iogurte por copos, coloca-se mais ou menos 2 c. cha de doce no fundo do copo e verte-se com cuidado o iogurte por cima e vão a abafar 8-10h ou vão para a iogurteira.
Eu fiz a opção 1.

Cozido à Portuguesa à minha maneira

Estava mesmo com saudades de um bom cozido à portuguesa. Eu digo que este cozido è à minha maneira pois leva apenas as coisas que gosto de comer no cozido, pronto acrescentei a batata que nem é das minhas coisas preferidas. Sem a bimby nunca me iria a aventurar fazer um cozido apenas para dois, mas foi tão fácil e no final o cozido soube-me muito bem... Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 8,05€

Para colocar na varoma:
- 1/2 couve lombarda (usei coração de couve)
- 1 cenoura
- 2 batatas
- 1 peito de frango
- 1/2 farinheira
- 1/2 chouriço de carne
-1/2 chouriço de sangue

Para o copo:
-300g entrecosto partido
- 300g carne vaca paraestufar
- água q.b
- sal
-150g arroz

Preparação:
Escalde a couve em água a ferver e reserve.
Coloque todos os ingredientes na varoma salpicados com sal. (eu coloquei os legumes no tabuleiro e os enchidos na varoma).
Coloque todos os ingredientes no copo excepto o arroz e encha com água até sensivelmente abaixo da marca dos 2litros de água. coloque a varoma sobre atampa do copo e programe 50m, temp. varoma vel. colher inversa. Quando terminar o tempo retire a varoma e as carnes do copo, mas reservando o caldo e Reserve.
Pese o caldo até atingir as 800g , coloque o cesto com o arroz, tempere com sal e programe 20m, temp. 100º vel.3.
Sirva Quente.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Natal - Presentes sem gastar muito dinheiro


Em tempos de crise já frisei que o importante é festejar e todos os motivos são bons. Se festejarmos o Natal então todos os motivos são ainda melhor.
Mas ao contrario do que se pensa, o Natal nada tem haver com presentes e gastos excessivos de dinheiro.
Certamente que já todos começaram a pensar nas prendas de natal...
Tenho ouvido toda a gente a dizer que este ano por causa da crise vai haver menos prendas de natal, Ninguem diria a ver pelas movimentações nos centros comerciais. Eu não concordo que se deixe de oferecer nada por causa da "crise" devemos oferecer sempre alguma lembrança a alguém que nos diz algo ou nos diz muito, apenas penso que o valor monetário da lembrança se deve adequar ao tamanho da nossa bolsa.
Não é dificil encontrar lembranças a preços acessiveis, nem se quer é necessário correr a loja dos chineses à procura da melhor oportunidade, a unica coisa que precisamos verdadeiramente é conhecer bem a pessoa, os seus gostos, os seus interesses e fica tão fácil comprar ou até mesmo fazer algo ao gosto da pessoa!

Aqui ficam as minhas dicas de poupança para se ter um natal recheado mas poupadinho.

1 – Faça uma lista com as pessoas a quem gostaria de oferecer prendas. Faça, leia-a, relei-a para ter a certeza que não deixou ninguem de fora e não andar á ultima da hora na loucura de “ainda me falta a prenda para...”

2- Siga a lista à risca, não começa a “inventar” pessoas para oferecer presentes, como a amiga-de-não-sei-da-onde-que-já-não-vejo-à-não-sei-quantos-anos e similares.

3- Esteja preparado para receber presentes inesperados. Com a aproximação do Natal as pessoas tendem a esquecer a crise e começam a oferecer pequenas lembranças estilo caixas de bombons, garrafas de licores, etc. E nós, apanhados de surpresa pela oferta sentimo-nos na "obrigação" de retibuir. Por isso o meu conselho nestes casos é ter de antemão lembranças preparadas. A lembrança pode consistir em algo feito por si: bolachas caseiras embrulhadas num pacote, sal aromatizado, essencia de baunilha, azeite aromatizado, bijuteria ou qualquer outra manualidade que tenha gosto fazer ou então tão simplesmente um postal de natal personalizado com a sua familia ou os seus filhos.

4- As pessoas que colocou na sua lista serão aquelas que conheçe bem, geralmente familia e amigos próximos, sabe (ou deveria saber) os gostos pessoais de cada um, tente encontrar um presente a um preço acessivel que se enquadre no gosto da pessoa, irá gostar muito mais do que receber algum presente mais caro mas que não lhe diz absolutamente nada.
Se não sabe os interesse da pessoa tem duas opções: pergunte-lhe o que lhe faz falta ou então ofereça algo para a casa, o que é também uma boa opção.

5- Não deixe as prendas de natal para a ultima hora, faça um “estudo” das prendas que tenciona oferecer, veja se tem o dinheiro necessário para as adquirir, se não for o caso, reveja as prendas e opte por coisas mais baratas. Tente sempre optar por opções mais economicas em vez de recorrer a créditos, lembre-se que o espírito do natal não tem nada haver com o consumo, o acto de oferecer e receber prendas é apenas um sinónimo de partilha e união. Se perguntar a maioria das pessoas diriam que o que gostam mais no natal é do jantar, e da reunião familiar, aposto que só as crianças refeririam os presentes em 1º lugar.

6- Ofereça somente um presente. Eu sei é dificil especialmente no que toca às crianças, mas lembre-se que possivelmente eram receberam mais coisas da parte de outros familiares e que no fim tudo somado dá muita coisa. O que as crianças mais gostam é dos embrulhos enormes, de rasgar o papel e afins, vistas as coisas metade das coisas que recebem no natal, só terão a sua atenção por um periodo curto de tempo, no resto do tempo as coisas ficarão abandonadas a um canto.
Ensines-lhe desde cedo a dar valor às coisas que já tem. Faça-lhes ver que no mundo há outras crianças que nunca sonharam sequer em ter nem 1% do que eles já possuem. Uma boa opção nesta altura do ano é escolher com a criança 2 ou 3 brinquedos antigos dela que ela já não use ou então que queira mesmo dar a outros meninos mais carenciados, entregando os brinquedos em instituições de solidariedade ou mesmo em IPO’s, paróquias locais ou campanhas de rua que costumam haver por esta altura do ano.

7- Opte por presentes uteis. Prefira oferecer coisas que uma pessoa “precise” ao invés de uma coisa que uma pessoa “queira”. As coisas que uma pessoa “precise” serão uteis, serão usadas e reusadas quase diáriamente, enquanto que regra geral as coisas que uma pessoa “queria” terão o uso da novidade e acabaram por ficar esquecidas a um canto, mal passe o efeito novidade.

8 - Pode começar a pensar no Natal durante o Ano. Aproveite promoções de Livros, ou Cd's ou de algum produto (ex. roupa), embrulhe-as e escreva o nome a quem se destina para não se esqueçer. É uma opção que nos dá duas vantagens: é mais economica, não só por termos aproveitado o desconto, mas atmbém porque dividimos as prendas ao longo do ano, não sendo um saldo final tão pesado em Novembro/Dezembro e além disso poupa.nos tempo e preocupação, pois são presentes com os quais não teremos de nos preocuparcom a aproximação do Natal.

9- Este Natal esqueça as lojas chinesas e opte por produtos Nacionais.
10- Posto isto deixo aqui algumas ideias de coisas que puderão ser uteis e que por norma são económicas:

ROUPA:
- Pijamas
- camisas interiores
- pantufas
- a tão famosa Peúga ou meias com antiderrapante de andar por casa
- polos quentes (estilo polos polares) ou camisolas de mala
- roupões de banho ou de quarto (estes jão não são muito economicos, mas dão sempre jeito)
- camisas
- encharpes
DIVERSÃO:
- Livros (tem livros para todos os gostos: literatura, culinária, desporto, banda desenhada, espirutual..)
- Cd’s
- DVd’s ( filmes, musicais, desenhos animados)
- bilhetes para espectáculos
- caixas de experiências (ha para todos os gostos e todas as carteiras, eu pessoalmente não penso que seja algo impessoal, por exemplo eu falava á tanto tempo que queria uma massagem e no ano passado recebi uma casa que me dava á escolha massagens que eu nem fazia ideia e eu adorei! para o meu B poderia-lhe oferecer uma que lhe proporcionasse um track day num circuito e também sei que iria adorar, mas calro está, é preciso saber o gosto da pessoa)

CASA:
- Garrafa de vidro para água (por exemplo colocar água no frigorifico)
- Travessas ou pratos para servir bolos/doces
 - travessas para aperitivos
- manteigeira
- moinhos para sal/pimenta
- formas de biscoitos/bolos (para quem goste de cozinhar)
- toalhas de mesa
- frascos para armazenar compotas, massas, arroz, etc.
- velas aromáticas
- Copos de pé
- chavenas café/chá

COLECÇÕES:
- canetas
- isqueiros
- miniaturas (carros, biblôs, etc.)

Ervilhas com ovos escalfados

Confesso que não sou, nem nunca fui grande apreciadora de ovos. Ovos para mim servem para fazer bolos ou algo similar (scones, crepes, quiches) e quando a produção de doçaria é grande os ovos voam a uma velocidade alucinante. Como já estamos na época fria pensei que iria ficar muito mais tempo por casa a fazer lançinhos gostosos, mas não tem sido o caso e a embalagem de 24 ovos que tinha comprado para o mês ainda ia a metade com o  prazo de validade a se aproximar rapidamente do fim, se ha muitos produtos que eu acho que o prazo de validade é completamente desnecessário (por exemplo café e chá) nos ovos e lacticionios frescos acho que não é para brincadeiras...que fazer então? receitas, muitas receitas com ovos nos proximos tempos e esta soube mesmo bem! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,67€

- 450g de ervilhas congeladas ( se usarem de lata possivelmente precisará de menos tempo de cozedura)
- 12 rodelas de chouriço cortadas Às tiras ( desculpem mas não pesei)
- 1 cebola
- 1 d. alho
- 30g azeite
- 120g de tomate pelado
- 100g vinho branco (useo 10g de vinagre de vinho branco +90g de água)
- 150g de água
- 3 ovos (1 por pessoa)
- papel vegetal

Preparação:

Deite a Cebola, o alho, o tomate e o azeite para o copo e pique 8seg. vel.5e em seguida refogue 5m, temp. temp. 100, vel.1. triture tudo de novo 15seg. vel7 para obter um molho homogéneo.
Adicione o chouriço e programe 3m, temp. varoma, vel.1.
Quando terminar o tempo adicione as ervilhas, o vinho e a água, tempere e programe 8m, temp. varoma vel. colher inversa.
Quando terminar o tempo coloque a varoma com um pouco de papel vegetal no fundo em cima da tampa, abra os ovos para cima do papel, feche a tampa e programe 15m, temp. varoma, vel. colher inversa.
Verifique a cozedura dos ovos e sirva quente.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Delícia de Mousse de Chocolate

o B, ficou hiper-mega-fã do doce bicolor, tanto que até já o queria transformar num doce típico de natal.
Por causa disso tem sido dificil escolher novas sobremesas, porque para ele a partir de agora só comiamos bicolor até enjoar. Tenho procurado receitas semelhantes e esta pareceu-me uma boa opção, não me enganei e este estava bom... mas já era! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,85€

- 200g chocolate de culinária
- 200g de açucar + 2 c. sopa
- 100g de manteiga
- 6 ovos grandes
- 1 pacote bolacha maria
- 2 pacotes de natas bem frias
- café q.b

Preparação:

Começe por fazer a mousse. Parta o chocolate para o copo, junte a manteiga e programe 2:30m, temp. 70º vel.2.
Desça os residuos com a ajuda da espátula , junte o açucar e as gemas dos ovos e ligue 1m, vel.6. deite a mistura para uma tigela e reserve.
lave e seque muito bem o copo, coloque a borboleta e bata as claras em castelo, juntando uma pitada de sal e umas gotas de limão, programando 6m, vel.4. Junte as claras á mistura de chocolate com uma vara de arames até obter uma mistura homogéna e leve ao frio.
Lave e seque muito bem o copo novamente, coloque as natas e bata-as em chantilly, programando 2m, vel.4 (ir confirmando a consistência das natas para não virarem manteiga) quando estiverem quase me chantilly, juntar as 2 colheres de açucar.Reservar.
Começe a montar a delicia: Demolhe as bolachas no café, mas de modo a que não se desfaçam, uma uma cama com 2 camadas de bolacha. espalhe a mousse de chocolate por cima e alise, faça outra cama de bolachas demolhadas em café e por fim espalhe o chantilly por cima.
Polvilhe com cacau em pó ou bolachas raladas e leve ao frio até servir.

Risotto de Alheira

Quando precisamos de refeições rápidas, práticas e saborosas, o meu conselho é sempre optar por um risotto, são super fáceis de confeccionar, tem mais de milhares de conjugações, aliás penso que se pode fazer rissoto de tudo o que se deseja, e no final ainda temos uma refeição pronta em 20minutos!
Outra coisa que costumo ter no congelador para uma necessidade é uma alheira... Ontem foi um desses dias, resultado? foi bom, mas para a proxima não coloco o queijo, pois retira muito o sabor da alheira. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,65€ (preço não inclui o queijo)

- 150g risotto
- 1 cebola
- 2 d. alho
- 25g azeite
- sal, pimenta qb
- 1 alheira
- 100ml de vinho branco (usei 10g de vinagrede vinho branco + 90g de água)
- 40g parmesão ralado (não voltar a usar)
- 750g de água (ir deitando aos poucos)

Preparação:

Coloque a cebola e os alhos no copo e pique 5seg. vel.5, adicione o azeite e refogue 4m, temp. 100º vel.1.
Encaixe a borboleta, junte o risotto e o vinho branco e programe 18m, temp. 100. vel. colher inversa.
passado cerca de 2 minutos, junte a alheira previamente retirada da tripa, tempere e vá juntando a água aos poucos, para que o risotto a vá absorvendo antes de juntar mais água.
Retire e sirva quente