sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Menu da semana VII




Sábado - Pequeno-Almoço: Sumo maracujá
               Refeição: Frango com molho de cerveja

Domingo - Lanche : Sandes pesto, frango e mozarella
                 Refeição: Abrótea à pescadora

Segunda - Refeição: Sobras

Terça -  Refeição: Caril de camarão
Quarta - Refeição: Sopa de ervilhas, bacon e massinhas

Quinta - Refeição:  Quiche de chouriço e cebola roxa

Sexta - Refeição: Pasteis de massa tenra

Iogurte da semana - Iogurte de banana

Sobremesa da Semana - Bolo de Cenoura com cobertura Chocolate

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Sauté de camarão com manga

Não se iludam, não vos estou a enganar, apesar das semalhanças entre esta receita e o caril de camarão o sabor final´é bastante diferente, não fosse a manga dar um toque doce e aveludado ao prato. Eu gostei, irei repetir certamente. Eu não a fiz na bimby, pois estava aafzer uma sopinha de feijão verde ao mesmo tempo. De qualquer das formas podemos sempre fazer o arroz, cozer o camarão e até aposto que podemos "saltear" o resultado final na nossa amiguinha, mas são pratos bons parase fazer quando o copinho da bimby está ocupada. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 4,77€

- 250g camarão cozido sem casca (usei miolo de camarão).
- 1 lata de leite de coco (usei menos de metade que me tinha sobrado do caril de camarão)
- 1 c. sopa de caril em pó
- 2 d. alho
- 1 manga
- 1/2 limão
- 1 pedaço gengibre (não usei)
-2 c. sopa azeite
- arroz branco

Preparação:

Numa panela á parte coza o arroz, ou se preferir faça-o na bimby.
Numa frigideira aqueça o azeite, o alho picado e o gengibre, quando estiver quente adicione os camarões e a manga. Deixe ferver um pouco e junte o leite de coco misturado com o caril, salpique com o sumo de meio limão e sirva com arroz branco.

Quinta da Aveleda 2008

Começa o tempo mais frio e o B acha que começa a deixar de ser tempo de vinho branco/verde e fresquinho... a mim pessoalmente não me faz confuão bebe-lo mesmo com frio, até porque é uma coisa que poucas vezes fazemos, apesar de concordar que o vinho tinto nesta altura do ano dá outro "calor" ao corpo.
O vinho que ultimamente me tem enchido as medidas tem sido o Quinta da Aveleda e talvez por isso ser a garrafa resistente no nosso frigorifico.
Achei que o jantar de ontem merecia um bom copo de vinho e lá fomos abrir a nossa ultima garrafa deste ano (ou talvez não, aina falta muito para o ano acabar...).

Enologia:

Todos os anos são cuidadosamente seleccionadas as melhores uvas das castas Loureiro, Trajadura e Alvarinho produzidas nos cerca de 150 hectares de vinhas da Quinta da Aveleda. A vinificação é efectuada pelo método de prensagem das uvas a baixapressão, seguida de uma fermentação alcoólica a temperaturas controladas.

Após a fermentação o vinho passa por um estágio em cuba inox, mantendo as borras em suspensão. O vinho é filtrado e estabilizado pela acção do frio, antes do seu engarrafamento.

Notas da prova:

Apresenta uma cor citrina clara, aspecto límpido e brilhante. É um vinho harmonioso, com um aroma fresco, frutado e delicado, evidenciando a presença de frutos tropicais e agradáveis notas florais. Oferece um final de boca longo e persistente.


Enólogo: Manuel Soares
Informação retirada do site oficial Quinta da Aveleda

Iogurte banana

Confesso que sou louca por uma boa bananinha, e este iogurte encheu-me as medidas e aposto que irá encher as da tis também, visto ela ainda ser pior que a mãe no que respeita a esta fruta, vou-lhe dar aprovar no fim-de-semana e aposto que esta semana o iogurte irá desaparecer num instantinho! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,21€

-300g banana (cerca de 3 bananas)
- 30g leite em pó
- 30g de açucar (nem sei bem se são necessários, pois as bananas eram muito saborosas)
- 700g de leite
- 1 iogurte natural

Preparação:

Coloque as bananas descascadas juntamento com o açucar no copo e programe 1m, vel. 5-7.
Junte 350g do leite e o leite em pó e programe 3m, temp. 50º vel.4.
No fim do tempo adicione os restantes 350g do leite e o iiogurte e bata 5m, vel.2 (sem temperatura)
abafar bem o copo durante 8-10h.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Halloween

No outro dia o B dizia-me: “então mas o teu blog não era de culinária?” “inovei-me” respondi eu, eheh, A verdade é que estou farta da crise, farta de ouvir falar da crise, de ler sobre a crise e do “ah e tal não tenho dinheiro para isto, não tenho dinheiro para aquilo”. E a minha ideia é criar tópico onde se pode poupar uns trocos (poucos até agora eu sei), mas que para além disso nos podemos divertir sem gastar muito dinheiro, fazendo festas/ jantares e afins originais.

Não lhe apetece festejar? Pois bem, ganhe animo, faça umas sessões de risioterapia e ponha mãos á obra, festeje por tudo e por nada, todos os motivos são bons e todas as festas são óptimas, só é preciso entrar no espírito, mesmo que seja um espírito poupadinho nos euros…

A data festiva que se aproxima é o famoso “halloween”. E não me digam que não é uma tradição nossa, claro... o halloween é um evento tradicional dos países Anglo-saxónicos, com particular relevo nos Estados Unidos, têm raízes em tradições pagãs de celebração do fim do verão, fim do ano e inicio de um novo ano (Samhain – significa “sem luz”), onde havia a crença que os mortos visitavam os seus entes queridos à procura de comida, e calor, não é uma celebração assustadora nem macabra nem nada do que se tenta representar hoje em dia, uma vez que eles não acreditam na morte da alma. Mais tarde a religião Católica absorveu esta festividade que hoje é conhecida como o dia de finados, onde também é costume as pessoas irem aos cemitérios, limparem as campas e colocarem flores para os entes queridos e os até famosos "trick or treat" tâs as suas semelhanças do "Pão por Deus".
Por isso como podem ver é uma festa que é para todos e não é representativa de uma só cultura ou religião.
O sentido do Halloween é sintonizarmo-nos com os que ja partiram, para lhes enviar mensagens de amor e de harmonia. É uma noite de alegria e festa, pois marca o inicio de um novo período nas nossas vidas, sendo comemorado com muito ponche, bolos e doces.
A cor do Halloween é o Negro, a casa deve ser decorada com maçãs (o mito das abóboras surge mais tarde, mas de certeza que não vão querer ler sobre tudo isso), a casa deve ser decorada também com velas ou lanternas que eram usadas para espantar os maus espíritos.
Deve haver jogos com dança e música e muita brincadeira!
Depois da lição de história, o que podemos então fazer para o halloween sem gastar muito dinheiro?

Decoração

Esqueça as compras, pode fazer tudo em casa, ainda por cima o halloween este ano calha a um domingo e segunda é feriado, não há desculpas! Recorte cartolinas de cores pretas e laranjas, brancas, verdes… com figuras de abóboras, gatos pretos, aranhas, caldeirões, bruxas… enfim o que se lembrar! Não tem jeito para a manualidades? Não faz mal, decore só com maças ou outros frutos vermelhos como as romãs ou simplesmente decore com a comidinha horrivelmente saborosa que irá servir…
Outra boa ideia (para quem quer muito ter velinhas acenas dentro de uma abóbora mas não tem capital para a abóbora…) é usar laranjas! Pode-se fazer do seguinte modo: espremer as laranjas e fazer um suminho super bom, cheio de vitamina C para o pessoal na de casa, deste modo ficamos com 2 metades de casca por laranja certo? Colocar uma velinha numa metade na outra abrir uma tampinha e voilá uma lamparina original e que ainda por cima irá libertar odores citrinos pela casa, se estiver inspirado pode recortar carinhas (ou caretas) como faria numa abóbora. Tudo sem desperdício e baratinho.

Ementa

Elabore uma ementa horripilante de deixar os convidados de cabelos em pé, ideias pela internet não faltam… vou deixar aqui algumas fotos que podem servir de inspiração, faça a sua ementa conforme o orçamento disponível, a comida não tem nada de especial é exactamente igual ao que se come no dia a dia a forma que lhe damos é que pode ser bem diferente…
Acham que estou a brincar… vejam só como pode ficar um simples empadão: http://omeumundorobot.blogspot.com/2009/10/fantasminhas-de-pure-de-batata-receita.html


Brincadeiras

Se tem crianças em casa, brincadeiras não podem faltar (nem devem) se não tem não faz mal, divertir-se com os convidados nunca foi uma má coisa!

Aqui ficam algumas ideias (costumava fazer algumas delas nas minhas festas de aniversário quando era criança e que divertidas eram!):

1) – Colocar uma música bem agitada para dançar, todos têm que dançar como se fossem monstros ou bruxas ou múmias… alguém fica encarregue de desligar a música, quando a música pára todos devem “congelar” a posição monstruosa em que estavam (aposto que dão fotos bem engraçadas!)

2) Lembram-se do jogo das cadeiras? Pois bem, pode-se fazer o jogo das tumbas, ou seja em vez de nos termos que sentar na cadeira temos d enos deitar no chão como se fossemos mortos-vivos a entrar para um caixão. Perde quem for o ultimo a deitar ou então quem fizer batota ;)

Mais animados? Mãos á obra!



Para mais ideias podem consultar estes sites:
http://www.segredosdavovo.com.br/category/festas/halloween/
http://recipes.kaboose.com/halloween-booberry-cupcakes.html
http://www.saboresdochef.com/145/receitas-para-halloween-suspiros-fantasmagoricos
http://www.petiscos.com/livrosreceitas.php?lid=51202
http://witchclubhouse.blogspot.com/2009_03_01_archive.html
http://amarelinha.co.uk/2009/10/halloween-have-a-spooky-one/
http://saborear-saboreandoavida.blogspot.com/2009/10/duas-ideias-de-doces-para-o-halloween.html
http://ideiasdebaixodotelhado.blogspot.com/

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Scones

Uhm... adoro tardes de Outuno e lanchinhos reforçados (como já devem ter reparado), esta receita de scones já a fazia à varios anos, apesar de antigamente usar uma velha batedeira e agora ter adaptado a receita para a bimby (não foi muito dificil uma vez que o livro base trás por si só uma receitinha). A receita ainda vem em colheres e chavenas por opção, quem disse que na bimby não se pode cozinhar também a olho? Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo:  1,15€

- 3 c.sopa de açucar
- 3 chavenas de chá de farinha
- 1 c. chá fermento em pó
- 1 c. sopa de manteiga derretida
- 1 chavena de chá de  leite morno (é melhor de inicio colocar um pouco menos e s efor necessário acrescentar o resto).
- 1 ovo
- 1 pitada de sal

Preparação:

Aqueça o forno a 180ºC.
Coloque todos os ingredientes pela ordem indicada no copo e programe 15 seg. vel.5.
Num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal (ou de aluminio, ou um tapete de silicone) coloque colheradas de massa, ou se preferir unte umas formas de queques com manteiga e farinha e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durantecerca de 10-15m, até ficarem douradinhos.

Choquinhos com batatas

Eu chocos gosto mesmo é grelhados e com tinta, daqueles de deixar a boca preta e os turistas com o maior ar de espanto e nojo, eheh. Mas em casanão me atrevo a fazer tamanho "petisco" por isso vou sempre em busca dereceitas um pouco mais práticas e menos "sujas". Gostei desta, apesar de ficar estilo uma caldeirada pobrezita, mas para variar não é mau! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 4,33€

- 1 tomate (eu usei 1 tomate pelado que tinha ainda no frigorifico e respectiva calda)
- 1 copinho de medida de água (não usei pois o tomate tinha mta calda, ficou molho para dar e vender)
- 1 cebola
- 2 d. alho
- 30g azeite
- 600g choquinhos
- sal
- 4 batatas médias cortadas aos cubos.

Preparação:

Colocar no copo a azeite, a cebola, os alhos e o tomate e triture 10 seg. vel.6 de seguida refogue 5m, temp. 100 vel.1.
Juntar os choquinhos e a água (para quem quiser), temperar a gosto e programar 20m, temp. 100º vel. colher inversa.
Terminado o tempo juntar as batatas e programar mais 15m à mesma temperatura e velocidade.

Batatas Recheadas com salsichas frescas

Já tinha comido muita coisa recheada: tomates, cogumelos mas batatas foi a 1ª vez. Não desgostei da experiencia mas também não fiquei louca por ela, já tenho uma receitinha para batatas recheadas com atum, será que me irá entusiasmar mais? Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,60€

- 2 batatas (1 por pessoa)
- 2 (salsichas frescas 1 por pessoa)
- 3d. alho
- queijo mozarella ralado
- cebolinho
-sal e pimenta

Preparação:

Ligue o forno a 180ºC.
Lave muito bem as batatas pique-as com um garfo embrulhe em papel de aluminio e leve-as ao forno durante cerca de 45m. a meio do tempo volte-as. Verifique a cozedura espetando um garfo.
Retire do forno corte uma "tampa" e com 1 colher retere o miolo, deixando um pouco junto à cascade modo a ficarem inteiras (parece muito mais facil do que é).
Coloque no copo os alhos, o miolo da batata, as salsichas sem pele e um pouco de cebolinho, tempere com sal e pimenta e triture 15seg. vel.7.
Recheie as batatas com esta mistura, coloque-as num tabuleiro e polvilhe com queijo ralado e leve mais 15minutos ao forno a gratinar.
Sirva.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Poupar está na moda III

Eu sou totalmente contra o desperdício. Se á coisa que eu detesto mandar para o lixo é comida… quer seja em restos, quer seja comida (especialmente legumes e fruta) que se estragou ou que passou o prazo de validade ou ou…


Talvez por causa disso tenha teimado em manter na minha dispensa bolachinhas que ficaram moles devido ao facto de estarem abertas ou melhor, por ficarem mal fechadas (nem sempre as embalagens originais são os melhores sítios para as conservar) e que ninguém lhes pegava pelo simples facto de estarem moles, não terem aquela sensação crocante ao trincar.

Li algures que colocando as bolachitas no forno alguns minutos lhes devolvia a sensação crocante. Porque não arriscar? As bolachinhas estavam na despensa, ninguém lhes comia, coitadinhas, o máximo que me podia acontecer era ter que as mandar fora que seria destino mais que certo. Sábado fiz a tarte de limão e como só ia uns minutinhos ao forno (temos que aproveitar os recursos) coloquei a tarte no tabuleiro de cima e as bolachinhas no tabuleiro de baixo por cima do tapete de silicone. Vou á minha vidinha quando me começa a vir um cheirinho a bolachinhas acabadas de fazer… Sim para além das bolachas terem ficado novamente crocantes, deixaram um cheirinho maravilhoso pela casa durante horas! Era de salivar mesmo (as bolachinhas eram de cacau).

Dica para “recuperar”bolachas registada e super aprovada, nunca mais bolachitas moles irão para o lixo lá em casa, esta recuperação saiu-me a custo zero, uma vez que o forno já iria ser usado para cozinhar a tarte, enquanto um novo pacotinho de bolachas me custaria 1,25€ (sim era bolachitas de marca branca, básicas, com cacau, baratinhas, mas saborosas), anualmente a poupança não deve ser significativa, 1 a 2 pacotes de bolacha por ano, mas a satisfação de não deitar comida fora para mim valeu milhões! (para não falar no “incenso” saboroso que ficou dentro de casa, eheh).
Na minha opinião, o melhor sitio para se guardar as bolachitas depois de abertas é naquelas latas de aluminio redondas que vinham em bolachas sortidas, lembram-se? até parece que ficam com outro sabor...

domingo, 24 de outubro de 2010

Crostinis mel, nozes e brie

O S.. Pedro anda-me a pregar partidas... Quando começei a fazer a lista para as compras do mês já andava por aqui grandes chuvadas e algum frio à mistura, o que é optimos para lanches reforçados e dias passados no sofa enroladinhas em mantas... a verdade é que o sol está de volta, apesar de as temperaturas já terem baixado bastante, não faz mal resolvi fazer os crostinis à mesma e deu para matar o desejo. Aviso desde já que estes crostinis são bem diferentes dos anteriores, são doces e por causa disso bastante enjoativos (comam somente um pequeninho, ou não digam que não vos avisei!) Bom apetite!





Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,05€

- 1 copo de nozes
- 1/2 copo de mel
- 1/4 copo de passas amarelas
- 1 pitada de ervas provence
- 1 pouco de raspa de laranja (usei de limão)
- 1 cálice de sumo de limão
- 4 fatias de pão
- 4 fatias de queijo brie

Preparação:

Pique ligeiramente as nozes dando alguns toques no turbo. Reserve.
Coloque no copo o mel e programe 1:30m, temp. 37º vel. 1, Quando terminar o tempo adicionar as nozes, as rapas de laranja, as passas, o sumo e as ervas provence e misturar tudo na vel.3 até obter uma mistura homogénea.
Toste ligeiramente o pão, coloque uma fatia de queijo sobre ele e leve a gratinar 4-5m no forno a 200º, coloque a mistura de nozes e mel por cima, polvilhe com um pouco de ervas provence e sirva de imediato.

tarte de limão siciliano

Ontem fomos jantar fora... salvo seja, fomos jantar a casa do meu irmão e como a bimboca estava ali com um ar tristinho do pouco uso que tem tido, decidi-me então fazer a sobremesa para levar. O meu irmão não é grande apreciador de doçarias e optei por fazer esta tarte de limão, pois pareceu-me bem desenjoativa e um optimo "digestivo" para um jantar bem servido. Não me enganei, todos apreciaram muito. Bom apetite!


Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,75€

Base:
- 200g farinha
- 100g manteiga
- 50g açucar
- 1 ovo (esqueci-me de colocar)

Recheio:
- 5 ovos
- 200g açucar
- raspa de limão (raspei os meus 2 limões ligeiramente antes de os espremer)
- sumo de 2 limões
- 250g natas
- açucar de confeiteiro para polvilhar (não coloquei)

Preparação:

Ligue o forno a 180ºC.
Raspe os limões e guarde as raspas. Parta os limões em quartos e coloque-os no copo, dê uns toques no turbo e reserve o sumo num copo, usando o cesto para o separar das cascas (como se faz na limonada).
Sem lavar o copo começe por fazer a base, junte a farinha, o açucar e o ovo e junte a manteiga derretida e bata 2m, vel.2.
Numa tarteita de fundo amovivel devidamente untada e polvilhada com farinha coloque a massa na base e calque bem com a mão, leve ao forno pre-aquecido a 180ºC durante cerca de 15m.
Sem lavar o copo bata os ovos, o açucar 2m vel.4, vá acrescentando pelo bucal as rapas de limão e o sumo.
Quando terminar o tempo coloque a borboleta e acrescente as natas, bata 5m, vel.2. Retire e leve ao frio cerca de 1h.
No fim desse tempo coloque o recheio de limão sobre a massa e leve ao forno a 180ºC durante 10m.
Retire e polvilhe com açucar de confeiteiro.
Pode-se servir morna ou se preferir fria, levando-a ao frio durante cerca de 4h. (eu servi fria)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

menu da semana VI




Sábado - Pequeno-Almoço: Panquecas americanas
               Refeição: Rojões de Porco com abacaxi

Domingo - Lanche : Tosta à Portuguesa
                 Refeição: Bifes de Peru com molho de ervas

Segunda - Refeição: Quiche de peixe

Terça -  Refeição: Carne picada com batata palha

Quarta - Refeição: Sobras

Quinta - Refeição:  Moqueca de camarão

Sexta - Refeição: Cubos de Perú com cogumelos

Iogurte da semana - Iogurte natural

Sobremesa da Semana - Mousse de Manga

Quiche de Chouriço e cebola roxa

O B adora cebola e quando vi esta receitinha tive a certeza que ele iria aprovar e não me enganei. eu pessoalmente não sou muito fã de cebola por isso acabei por tirar 2/3 da que vinha nas minhas fatias, mas... de vez em quando temos de fazer cedências. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,45€

Massa:

- 250gr farinha
- 150gr margarina aos cubos
- 1 colher café de sal
- 45gr de água

Recheio:

- 1/2 chouriço de carne
- 4 ovos
- 2 cebolas roxas
- 100g natas
- 30g azeite
- oregão, sal e pimenta qb.

Preparação:

Massa:
Coloque todos os ingredientes pela ordem indicada no copo e programe 15seg. vel.6 até obter uma massa fácil de moldar, se for necessário programe mais alguns segundos ou mais um pouco de água.
Deixe a massa repousar numa tigela tapada com um pano pelo menos 2h, e de preferência de um dia para o outro.

Recheio:
Ligue o forno a 180º.
Forre uma tarteira com a massa
Descasque as cebolas e corte-as em meias luas. Retire a pele ao chouriço e corte-o aos cubos pequenos.
Encaixe a borboleta, junte o chouriço, o azeite e um pouco de oregãos, tempere com sal e pimenta e programe 8m, temp. 100º vel. 1. Reserve.
Leve a massa a cozer ligeiramente durante cerca de 10m..
No copo limpo e seco deite-lhe as natas, os ovos e tempere. misture 5 seg. vel.6.
Retire a massa do forno, deite nela o chouriço e a cebola e cubra com o molho de natas e leve ao forno mais uns 20-30m, até ficar douradinha.

Iogurte Natural

Anda para ai uma virose danada que me deixou de cama um par de dias, a bimby teve folga forçada e o que me safou foi o chazinho, as torradinhas e a sopinha da avó. Mas parece que ja lhe enviei um pontapé no traseiro como se costuma dizer e vou voltar ao activo. Para já fica uma receitinha de iogurte natural, bem simples, bem saboroso (para quem gosta de iogurtes naturais claro!). Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,05€

- 1l de leite
- 1 copinho bem cheio de leite em pó
- 40g de açucar
- 1 iogurte natural

Preparação:

No copo juntar o leite, o açucar e o leite em pó e programar 3m, temp. 50º vel. 4.
quando terminar o tempo juntar o iogurte e misturar 15 seg. vel. 4. Abafar bem o copo com uma manta polar e deixa-lo num sitio quentinho durante cerca de 8 a 10h.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

poupar está na moda II

Já que ontem comecei nas dicas de poupar em sabonetes, hoje vou continuar, mas vou passar da roupa para as mãozinhas e cara, pode ser?

Ora bem, os sabonetes líquidos estiveram muito na moda, desde que apareceram foi a loucura total e basicamente em nenhum lar se encontra o velhinho sabão de barra.
Ora eu acho óptimo o sabão líquido, nada contra mesmo, especialmente em restaurante e outros espaços públicos, são acima de tudo mais higiénicos, mas em casa, haverá mesmo necessidade?

São mais caros, uma pessoa acaba sempre por pagar a mais por causa da embalagem em plástico, mesmo que só compremos as recargas, claros os sabonetes em barra também vêem embalados, mas não é minimamente comparável o nível de desperdício! Duram menos tempo a eficácia é a mesma que um sabonete em barra e acabam por ser mais poluentes.

É verdade que a maioria dos sabonetes em barra também são bastante poluentes, e acabam por deixar a pele ressequida, sensação que geralmente não temos com os sabonetes líquidos, isto deve-se ao facto dos seus fabricantes visarem essencialmente dois factores: a conservação do produto nas prateleiras do comércio e oferecer ao consumidor um produto de maior duração, com isso justificam o uso de produtos químicos e conservantes resultando em um produto que nem poderia mais ser chamado de sabão ou sabonete, na sua verdadeira acepção, pois nada mais são do que detergentes sintéticos, utilizando inclusive o hidróxido de sódio (soda cáustica).
A solução mais acertada a meu ver é a utilização de sabonetes de glicerina.


Vamos a contas novamente?

Bem uma recarga (supondo que uma pessoa já têm doseador ou saboneteira) de um sabonete liquido com 300ml de marca branca custa á volta de 0,63€, um de marca pode ir até aos 2,29€, não tenho bem a noção de quanto tempo dura uma embalagem mas vamos supor que dura uns 2 meses, dividindo o sabonete pelas várias instalações sanitárias da casa. O que nos dá um gasto anual de 3,78€ em marca branca de 13,74€ em marca.

Se em alternativa tivermos um sabonete de glicerina de 100g (bem conservado claro, isto implica não deixar o sabonete a boiar em água, ficar num local seco e ao ar livre, saboneteiras com uma base extraível (que deixam escorrer a água) são as indicadas para qualquer sabonete em barra), um sabonete deve durar pelo menos 4 meses (acredito que até dure mais) sendo que o seu preço de mercado ronda os 0,42€ (marca branca) e 1,59 os de “marca”, anualmente gastaríamos entre 1,26€ e 4,17€.

Vistas bem as coisas poderemos poupar no mínimo anualmente entre 2,52 e 9,57€!

Continuamos a amealhar…


*nota : informação sobre sabonetes retirada de http://sabonetesartesanais.jimdo.com

abrotea à pescadora

Já fazia muito tempo que não cozinhava um pratinho de peixe. Tinah este debaixo de mira principalmente por causa das ameijoas, nunca na minha vida (mesmo em cozinha tradicional) tinha feito ameijoas e tinha uma certa curiosidade em saber como seria na bimboca. Gostei do prato apesarde ter ficado um pouco insonso (eu e a mania de meter pouco sal) e apesra de a Abrótea não ser dos meus peixes preferidos, mas o molhinho fica muito gostoso, as ameijoas dão-lhe um toque especial e acima de todo é muito fácil cozinhar tudo ao mesmo tempo. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 4,4€

- 2 Postas de Abrótea previamente temperadas com sal
- 3 Batatas para cozer
- 30 g de azeite
- 1 cebola
- 2 tomates maduros (usei 2 tomates pelados)
- 1/2 Pimento vermelho
- 250 g de vinho branco (usei 50g de vinho tinto + 200g água)
- 1/2 kg de ameijoa vietnamita congelada (para dois foi muito)
- Coentros
- Sal e pimenta q.b.


Preparação:

Descongelar com sal as postas de abrótea.
Colocar as ameijoas num recipiente com água e sal.
Colocar no copo o azeite e os tomates pelados e programar 6m,  temp.Varoma, vel. 2. No final picar 10 seg., vel. 7.
Juntar o pimento cortado às tiras (eu cortei o meu ás tiras pequenas), a cebola partida e o vinho. Temperar com sal e coentros.
Colocar o cesto onde se deitou as ameijoas previamente lavadas.
Na parte inferior da Varoma colocar as batatas descascadas e cortadas às rodelas e na parte superior as postas de abrótea, tapar e colocar a varoma em cima da tampa do copo e programar 25min, temp. Varoma, vel. colher inversa. Quando faltarem cerca de 10/15 minutos para o final pré-aquecer o forno a 180 °C.
Dispor todo o peixe, as batatas e as ameijoas numa travessa que possa ir ao forno e por cima verter o molho que ficou no copo. Levar ao forno por 10/15 minutos e servir de imediato.

Tarte Rústica de Maçã

Nem tudo foi mau no meu fim-de-semana, prova disso foi esta tarte de maçã que descubri e que é super-hiper-mega deliciosa e soube mesmo, mas mesmo muito bem quentinha acabada de sair do forno e apetecia mesmo (mas ainda não está assim tanto frio quanto isso) acompanha-la com um chazinho de canela ou algum que tem um "cherinho" de canela como o da andaluzia da lipton, ou então para a proxima acrescento é mesmo canela em pó ao mel, só para lhe dar o gostinho. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,04€

- 1 placa de maça folhada congelada (ou se quizerem ter o trabalho podem fazer a vossa própria massa folhada)
- 2 maças granny smith
- açucar amarelo q.b
- 1 gema de ovo (não usei, esqueci-me)
- 2 c. sopa de manteiga (não contabilizei)
- 30g mel (pode-se até só usar 25g)

Preparação:

Ligue o forno a 200ºC.
Descasque as maças e corte-as em fatias finas e polvilhe o açucar amarelo por cima. Reserve
Estenda a massa fina com a ajuda de um rolo dando-lhe uma forma retangular.
Coloque a massa num tabuleiro de ir ao forno sobre uma folha de papel vegetal (eu tenho um tapete de silicone poupo no papel vegetal).
Para que a massa abra, faça um corte longitudinal a 2cm do bordo em todo o perimetro do rectangulo e pincele com a gema de ovo.
Coloque as fatias de maça reservadas sobre a massa e a manteiga por cima em nozinhas (eu fui pondo nozinhas pequenas muito possivelmente não chegou a completar 2 c. de sopa).
Leve ao forno pré-aquecido a 200º durante cerca de 20m.
Quando terminar o tempo de cozedura da tarte, coloque no copo o mel (e se desejar a canela :) ) e programe 1m, temp. 37º vel.1.
Pincele a tarte com o mel e sirva morna.

Sopa de ervilhas com bacon e massa

Começa o frio e a vontade de fazer comidinhas quentes que aconchegem o estomago... para mim das melhores coisas para estes dias são as sopas! decidi-me começar na "época sopal" por uma bastante diferente das tradicionais que eu pensei que iria gostar bastante (vem na revista bimby nº 06), tem bacon, tem massa, têm quasetudo o que necessita para não ser uma sopa... mas estava enganada, esta sopa está de longe fora das grandes espectativa que tinha dela, penso que o bacon não fica suficientemente cozinhado e ficacom um sabor muito intenso, também é uma sopa com bastante gordura e um pouco insipida. não se pode acertrarsempre não é? Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,62€

- 2 cebolas
- 30 g azeite
- 80g bacon às tiras
- 100g batatas cortada aos cubos (eu cortei mesmo pequeninos)
- 150g ervilhas congeladas
- 800g de água
- sal, pimenta
- 100g massinhas (usei as letars)

Preparação:

Coloque no copo as cebolas, o azeite e pique 5seg. vel.5.
Junte o bacon e programe 5m temp. varoma vel.1
Adicione a batata, as ervilhas, a água e tempere. Programe 25m, temp. 100º vel.-1
Junte a massa, envolva com a espátula e programe 5m, temp. 100º vel. colher. inv.
Quando terminar o tempo deixe a sopa dentro do copo mais uns 10m, para que a massa possa acabar de cozer.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Poupar está na moda!

O B anda deprimido á alguns dias por causa da crise, por causa disso este fim-de-semana dei férias à bimby (quase) e fiz-lhe a vontade de não comer comida “saudável” e lhe servir uns bons bifes com batatinha frita para matar saudades. Fora isso só fiz uma tarte de maça que estava óptima e já se foi toda, uma sopa muito estranha que o mais certo é não repetir e iogurte para os meus lanches de manha, mas como me esqueci das fotos terei que partilhar com vocês mais tarde.


Mas já que este fim-de-semana foi marcado pelo PEC III e pela a angústia da maior parte das famílias que já andavam a contar tostões, lembrei-me… porque não começar também a criar tópicos de partilha de ideias para poupar, mas não é um poupar daqueles… corta aqui corta alia, não mexe não respira, óptimo! A minha ideia é tornar a poupança divertida, ecológica, original… se tal é possível, encontrar um poupo de ânimo nestes dias cinzentos que nos esperam, eu acredito que sim.
Não quero partilhar as minhas ideias todas com vocês de uma vez, quero também as ir testando em casa, quero dar a minha opinião, os meus pontos de vista, fazer as minhas contas, ponderar os prós e os contras e depois deixar ao vosso critério aplicá-las na vossa vida ou não! Quem tiver ideias e as quiser partilhar comigo também é livre de me contactar.

A minha ideia para hoje é muito simples. Sábado, como de costume lá estava eu a tratar de enfiar a roupa na máquina de lavar. Regra geral não costumo fazer pré-tratamentos à roupa, faço lavagens simples de máquina cheia, detergente liquido e concentrado e programa a 30º C, mas (como em quase todo há um mas…), o B usa camisas para trabalhar todos os dias, a maioria delas, especialmente no verão, acaba por ficar com os colarinhos e os punhas mais encardidos e a precisar de alguma coisa extra. Eu costumava (costumava pois vou deixar de o fazer), comprar aqueles sprays oxy para remover nódoas, que fazem bolinhas que penetram nas fibras e todas aquelas coisas giras que vemos na TV, mas o resultado nem sempre me deixava muito satisfeita… sábado lembrei-me: “bem, eles nos anúncios, anunciam sempre a brancura alva da roupa de outros tempos… afinal como se lavava a roupa noutros tempos?” e lembrei-me do belo do sabão azul e do sabão natural.


"O Sabão azul é conhecido por ser anti-alérgico, anti-séptico, tem um perfume suave, é fantástico na lavagem de roupa (nomeadamente para lavar roupa de pessoas alérgicas e de bebés ou nódoas muito difíceis), e de louça, mas pode também ser utilizado na higiene pessoal porque lava igualmente bem o corpo e o cabelo."

Por acaso tento tentado comprar sabão azul no hipermercado que costumo frequentar e tem estado esgotado, em alternativa trouxe para casa o sabão natural, molhei ligeiramente os colarinhos, passei com o sabão, escovei ligeiramente com uma escova de plástico (pode ser especifica para lavar roupa ou então daquelas pequenas de limpeza de unhas, também funcionam perfeitamente) e zumba, directo para a máquina.



Resultado??? Colarinhos impecáveis! Para mim acabaram-se as lixívias delicadas, o oxys e os afins, a partir de agora só sabão azul ou natural!

Vamos a contas?

Um detergente de pré-tratamento de roupa de Marca Branca custa á volta de 1,99€ (actualmente), os de Marca podem ir até aos 3,99€ ou mais duração, depende da quantidade de roupa lavada e da quantidade de aplicação, mas diria uns 2 a 3 meses, vou considerar 3 meses, por ano gastamos cerca de 7,96€ ou 15,96€.

Uma barra de sabão azul custa 0,58€, o sabão natural é um pouco mais caro e vai até aos 0,84€, contudo muito longe do preço dos tira-nódoas e de eficácia muito superior e a duração… nem consigo calcular, mas suponho que uma barra dure um ano ou perto disso, uma escova para a roupa custa á volta de 1,59€, sendo que a de unhas é 1,19€.

Assim o valor inicial será de (supondo que optamos pela escova mais cara) 2,17€! Sendo que nos anos seguinte apenas precisamos de contabilizar a barra de sabão.

Teremos uma poupança entre 5,79€ e 13,78 anuais (pouca coisa? Sim, mas é aos poucos que se vai amealhando, já diz o ditado: Grão a grão enche a galinha o papo).

Contei esta minha experiencia à minha mãe e ela respondeu-me: “sim, mas com os tira nódoas uma pessoa não tem que esfregar, não se perde tempo” é verdade, mas será que perder 2minutos, sim, não levei mais de dois minutos a fazer o tratamento dos colarinhos é significativo em relação á poupança que tenho? A meu ver não, não é significativa, especialmente pelo facto de os resultados serem muito melhores, além de ser mais ecológico, de não desperdiçar recursos em embalagens que nem sequer podem ser recicladas por conterem produtos irritantes (produtos que provocam ardência nos olhos, nariz e pele e até queimaduras) não acreditam? Confiram se a vossa embalagem contem este símbolo:

E que tal? Estão dispostos a experimentar?


* nota: Informação sobre sabão azul retirada da aldeiadareigada.blogspot.com

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Menu da semana V

Até agora tinha postado uma receita por dia da semana para refeições. É verdade que ha algumas pessoas que conseguem ir almoçar a casa e necessitariam de duas refeições, mas a maioria das pessoas acaba por só fazer o jantar em casa (salvo ao fim-de-semana) por isso decidi fazer um dia de Sobras, coisa que também é muito comum lá por casa.
Está a começar a época fria, isso para mim significa inicio de jantaresà base de sopinha, por isso não se admirem de começar a verem mtas sopinhas (sem ser de bébé) por aqui.





Sábado - Pequeno-Almoço: Nectar de Pera
               Refeição: Pernas de frango Crocantes

Domingo - Lanche : Crostini de Cogumelos bacon e tomate
                 Refeição: Arroz bacalhau

Segunda - Refeição: Carne Porco vinha D'alhos

Terça -  Refeição: Quiche de atum e milho

Quarta - Refeição: Arroz de Frango

Quinta - Refeição:  Lasagna de espinafres, requeijão e nozes

Sexta - Refeição: Sobras

Iogurte da semana - Iogurte de baunilha

Sobremesa da Semana - Tiramisu de morangos

Pão Rústico

Tenho uma daquelas suposta maquinetas fantásticas de fazer pão... a verdade é que demo-lhes pouco uso. O pão nunca nos saiu bem, era sempre baixo e farinheiro, a farinha em si para as maquinetas é uma fortuna e paralém além disso o pão levava em média 3h30 a ficar pronto e o cherinho que saia da máquina está longe de se equiparar ao cheirinho de pão acabado de sair do forno... Para ajudar à festa, quando engravidei da Tis enjoeei de tal forma o cheiro do pão que a máquina ficou definitivamente arrumada. Na bimby já tentei duas ou 3 vezes fazer pão e têm saido razoavelmente bem, mas acho que a amioria das receitas dão muito trabalho (amassa, fermeta, espera, fermenta, amassa, fermenta, forno...) e sinceramente custa-me menos ir comprar pãozinho fresquino ali á mercearia do lado.
À parte disso ainda fiquei com 3 pacotes de farinha para pão de máquina na despensa, o que é para mim um autêntico desperdício, além de ocuparem espaço foram caras e decerteza que não iriam fora... então encontrei-me a braços com esta receita, pareceu-me tão simples tão simples que nem queria acreditar... estava tão entusiasmada com a ideia que... saltei o 1º passo da receita e o pão não cresceu, mas... de resto tudo 5*. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 1€

- 500g de farinha de pão de máquina
- 350g de água
- 1 piatada de sal (não coloquei)

Preparação:

Colocar a água com um pouco de sal no copo e programar 2m, temp. 40º, vel.6 8esta foi a parte que saltei).
Juntar a farinha e misturar 5seg. vel.6. programar 4-5m vel. Espiga.
Deixar a massa levadar cerca de 30m ou até dobrar o volume.
Moldam-se pequenas bolinhas e colocam-se num forno pré-aquecido a 210ºC até estarem cozidas (cerca de 20-30m).
Eu não bolinhas, porque como a massa não levedou ficou um pouco mole demais e fiz um pão grande unico. ele é mesmo assim escuro, pois usei a farinha da nacional vitale que é de mistura e cereais.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Caril de camarão

Não sei se posso chamar bem a esta receita caril... quer dizer é uma especie de caril, sabe a caril e tal, mas não leva o essencial para muita gente: picante! eu não gosto, nunca consegui gostar e não entendo qual é a graça de ficarde boca a arder e deixar de sentir o sabor da comida... mas ha quem goste por isso vou postar a receita original e acrescentar as minhas modificações :) Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,80€

- 30g azeite
- 1 cebola grande
- 5g coentros picados (sinceramente não pesei, pus os que achava suficiente)
-1/2 malageta verde (não usei como é obvio)
- 10g gengibre às rodelas (não usei, para quem não sabe o gengibretb tem assim um toque picante)
- 2 d. alho
- 1 c. chá comilhos (não usei)
- 1 c. chá caril em pó
- 1/2 colher de chá de sal (meti 1 pitada, mas no fim até estava insonso e acrescentei mais um pouco)
- 250g camarão (eu usei miolo de camarão congelado)
- 35g polpa tomate
- 200g leite coco

Preparação:

Numa panela à parte meta o arroz ao lume.
No copo coloque o azeite e programe 1m, temp. varoma, vel.1
Adicione a cebola, a malageta, os coentros, o gengibre, o alho e pique 10seg. vel.5, desça os residuos das paredes do copo com a ajuda da espátula.
Programe 4m, temp. varoma vel.2 sem o copo medidor e acrescente o caril.
Quando terminar o tempo adicione o camarão, a polpa de tomate, o leite de coco e programe 12m, temp.100º vel. colher inv. (como o meu camarão estava congelado foi preciso 20m para ficar bem cozinhado).
Retifique os temperos e sirva por cima do arroz.

*nota:
Sobrou-me algum molho, que vou congelar para o "desenrasque" de uma refeição, eu cá gosto tanto de arroz que não me importo come-lo mesmo só com o molho :)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Moqueca de camarão

Penso que só usei o livro base nos primeiros dois meses de utilização da bimboca, fora isso tenho adapatado as minhas receitas ou experimentado outras que tenho encontrado na net, mas o meu irmão por diversas vezes já tinha feito esta moqueca... Ja sabem como é, eu quando vejo o nome da receita e não me cheira a comida portuguesa ou italina torco logo o nariz, mas não é que é boa e eu até gostei? uhm vou repeti-la certamente (numa dose mais moderada). Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 6,50€

- 500g miolo de camarão médio
- 2 lombos peixe à escolha
- 1/2 c. café de estragão
- 1 cebola
- 2 d. alho
- 1/2 pimento verde (não se colocou)
- 1 caldo marisco
- 200g tomate pelado
- 50g azeite
- 1 pimenta cayena (não usei porque não gosto de coisas picantes)
- 200g leite coco
- sal qb.

molho verde (não se fez, mas para quem está interessado):
- 1 c. sopa coentros picados
- 1c. sopa salsa picada
- 1c. sopa de cebolinho picado

Preparação:

Numa panela à parte faça o arroz com que irá acompanhar a moqueca.
Coloque no copo a cebola e o alho e pique 6 seg. vel.5.
Adicione o azeite, o tomate, o pimento e o molho verde e pique mais 15seg. vel.7 ou até obter uma papa homogénea. e programe 5m, temp. varoma, vel.1 e 1/2.
Junte o leite de coco e programe 3m, temp. varoma vel.1
Quando terminar o tempo junte os camarões, os lombos de peixe cortados aos cubos, o caldo a pimenta e o estragão e progarme 5m, temp. varoma, vel.colher inversa.





terça-feira, 12 de outubro de 2010

Bolo de cenoura com cobertura de chocolate

Mas nem tudo o que sai da bimby me decepciona, prova disso está este bolinho de cenoura divinal, gostava de comer mais uma fatiazita mas... olha já acabou! este têm de fazer, não se arrependem. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,21€

Massa:
- 250g farinha
- 250g açucar
- 150g óleo
- 4 cenouras
- 4 ovos
- 1 c. chá bem cheia de fermento
- manteiga e farinha para untar

Cobertura:
- 200g chocolate culinária em tabelete
- 150g natas
- 50g açucar

Preparação:

Unte uma forma com buraco com margarina e polvilhe-a com farinha, Pre-aqueça o forno a 180ºC.
Descasque e lave as cenouras, corete-as às rodelas e coloque-as no copo juntamente com o óleo e o açucar e programe 30seg. vel.6, desça os residuos das paredes do copo com a ajuda da espátula, adicione os ovos e programe 20seg. vel.6.
Junte a farinha mais o fermento e programe mais 30seg. vel.6
Verta a massa para a forma e leve ao forno cerca de 40m, verificando a cozeduracom um palito.

Quando estiver cozido, retire do calor, deixe arrefecer cerca de 10m, desenforme e deixe arrefecer mais algum tempo.

Quando o Bolo estiver quase frio (o meu ainda fumegava quando lhe coloquei a cobertura em cima e não perdeu nada com isso) começe a fazer a cobertura.
Lave e seque bem o copo, coloque o açucar e programe 30seg. vel. 7-8-9 progressivamente.
Junte o chocolate partido e dê uns toques no turbo para picar, adicione as natas e programe 2m, temp. 70º vel.3

febras com vinho do porto

Esta receita foi uma decepção para mim, pensei que o molho ficasse muito mais saboroso, mas confesso que alterei a receita base, simplesmente porque o nome dela é "febras com vinho do porto" e a receita não levava vinho do porto... enfim, mas gostei do facto da carne se conseguir cozinhar no copo ao vapor sem sequer estara tocar no molho... achei muito interessante é como diz o B "saudável" eheh, Bom apetite!


Ingredientes:
Preço médio de custo: 1,9€

- 1cebola
- 1 tomate pelado
- 2 d. alho
- 40 g de azeite
- 3 c. sopa polpa tomate
- 200ml vinho branco (usei 1 cálice de vinho do porto + 180ml de água)
- 4 febras


Preparação:

No copo coloque a cebola, o  tomate e os dentes de alho cortados, adicione o azeite e triture tudo 10 seg., vel. 6. em seguida  refoge 8min., temp. 100º, vel. 1.
Junte 1 pitada de sal, a polpa de tomate e o vinho branco.
No cesto coloque as febras temperadas a gosto e coloque-as  dentro do copo programando 25 min., temp. 100º, vel. 2.
Acompanhe com guarnição a gosto.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Carne Picada com Batata Palha

Devem ter reparado que na minha tosta usei batata palha, pois é, este é o motivo porque tinha as batatinhas em casa, já as tinha comprado o "mês passado" para a preparação desta receitinha e como lá por casa só somos 2 e "meio", e como o, aliàs "a meio" já come muita coisa mas a mamã ainda evita lhe dar comidas com mta gordura, molhos e afins, esta foi mesmo só para nós dois. Gostei, mas achei que lhe faltava algo... possivelmente o queijo final que coloquei nesta receitinha, com ele aposto que terá um sabor extra extra... Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,50€

- 250g de carne picada
- 2 cenouras
- 45g de azeite
- 100g de pão caseiro
- 1 cebola grande
- 2 d. alho
- batata palha a gosto
- queijo ralado
- leite
- molho bechamel

Preparação:

Demolhar o pão em leite e reservar.
No copo cop colocar o azeite e aquecer 3m, temp. varoma, vel. 2. dicionar as cenouras, a cebola, o alho e picar20seg. vel.5 e programar 15m, temp. 100º vel.1.
Quando terminar o tempo adicione a carne picada e o ão escorrido e programe 10m, temp. 100º vel.2.
Entretanto num pirex de ir ao forno coloque a batata, cubra com a carne e envolva tudo.
Sem lavar o copo coloque o bechamel a fazer. eu fiz 500g de leite, 50g de farinha e 25g de margarina 8m, temp. 80º vel.4.
Espalhe o bechamel sobre o preparado anterior, envolva tudo rudemente, polvilhe com queijo ralado e leve ao forno a gratinar cerca de 15m, temp. 200ºC. Acompanhe com salada.

Tosta Pirata

Sabado esteve um perfeito dia de Outono: alguma chuvinha (era mais ora chove ora não chove), temperaturas mais baixas e tal... mesmo daqueles dias que eu adorava passar deitada no sofa a ver filmes a tarde toda, comer uns scones, beber uma bebida quente... pois pois, esqueci-me é que ja é o "fim do mês" para mim, significa que é o fim do mês de compras e a despensa está assim pro... vazia! tive que mais uma vez improvisar um lanche à base de tostas com o que havia lá por casa... então foi isto que saiu. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 0,50€

- 4 fatias de pão
- 2 fatias de queijo
- 2 fatias de fiambre
- molho cocktail. qb.
- batata palha qb.

Preparação:

coloque em duas fatias de pão molho cocktail a gosto, espalhe uma porção de batata palha, uma fatia de queijo, uma fatia de fiambre cubra com as restantes fatias de pão e leve à tostadeira.

Cubos de Perú com cogumelos

Uma versão muito saborosa dos famosos bifinhos "au champignon", esta era uma daquelas receitas que conseguiria fazer todas as semanas e não enjoava! eheh, bem na sexta-feira a tis fez 14 mesitos completos, e para alem deste "requintado" jantar ainda teve direito a olhar para os papás se deliciarem com um bolo de cenouracom cobertura de chocolate, infelizmente para vocês esqueci-me de trazer a receita, por isso terão de esperar mais algum tempo para deitarem os olhos àquela delicia! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,10€

- 3 bifinhos de peru cortados aos cubos ou às tiras (lembrar que esta quantidade é para 2 pessoas)
- 1 lata pequena de cogumelos laminados
- 1 cebola
- 3. c. sopa polpa tomate
- 30g de azeite
- entre 1 a 1/2 pacote de natas, conferme se goste do molho (eu meti todo, mas realmente sobrou bastante molhito)
- 1 c. sopa de mostarda
- sal e pimenta qb.

Preparação:

Corte os bifinhos de perú em cubos e tempere com sal e pimenta.
Numa panela à parte começe a fazer o arroz (ou outro acompanhamento a gosto).
Deite no copo a cebola e pique 5seg. vel.6, adicione o azeite e programe 5m, temp. 100, vel. colher invertida.
Junte a polpa de tomate, a mostarda, o peru, os cogumelos e as natas e programe mais 15m à mesma temperatura e velocidade. Se for necessário programe mais alguns minutos.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

menu semanal IV




Sábado - Pequeno-Almoço: Sumo papaia/maça
               Refeição: Arroz de Salsichas

Domingo - Lanche : Crostini italiano
                 Refeição: Esparguete à italiana

Segunda - Refeição: bacalhau à 4 queijos

Terça -  Refeição: Tiras de vaca com molho de café

Quarta - Refeição: estufado de peixe

Quinta - Refeição:  frango com grão

Sexta - Refeição: Pizza havaiana

Iogurte da semana - Iogurte de coco

Sobremesa da Semana - gelado bom

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Bifinhos de peru com molho de ervas

Tenho imensas sobras de comida do fim-de-semana/feriado, mas o B não gosta de repetir muitas vezes o mesmo prato em dias seguidos, por isso tive de remediar e improvisar uns bifitos, os primeiros que me chegaram á mão foram os de peru e optei por uma receitinha semelhante a esta. Acho que está aprovada. Bom apetite!



Ingredientes:
preço médio de custo: 2,5€

- 2 Bifes de perú
- 100ml de polpa de tomate
- 1 cebola
- 2 d. alho
- 30g de azeite
- oregãos, tomilho, manjericão (só usei oregãos)
- queijo parmesão ralado

Preparação:

Colocar no copo a cebola, o alho e o azeite e triturar alguns segundos vel.7 programar 7m, temp. 100º vel.1 junta-se a polpa de tomate e as ervas aromáticas e programa-se mais 4m, à mesma temperatura e velocidade.
Entretanto grelhe os bifes e reserve-os num pirex de ir ao forno
Espalhe o molho de tomate por cima dos bifes, polvilhe com o queijo ralado e leve no forno a gratinar.
Sirva com puré de batata ou com outra guarnição a gosto.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Doce Bicolor

Pois é... Para quem ficou à espera do post 105, não se vai arrepender, pelo menos o B disse que este é o seu doce de eleição dos ultimos tempos! De salientar que eu não usei natas frescas, o que se revelou um grande erro, pois nunca consigo que as natas pasteurizadas cheguem ao ponto chantilly, mas tinha em mente que o doce levava leite condensado junto com as natas (talvez por esta receita levar e ambas serem bastante similares). Como as natas ficaram meias liquidas começaram-se a juntar um pouco ao molho de chocolate e não ficou bem nas camadas que deveria, mas o sabor é sem duvida igual! Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 4,67€

- 500g natas frescas bem frias
- 200g de bolacha maria
- 200g de chocolate de barra
- 200g de açucar
- 200g de manteiga
- 6 ovos

Preparação:

Com o copo bem seco coloque as bolachas partidas no copo e ligue 1m, vel. 5-6-9 progressivamente. retire e reserve.
Deite o chocolate partido no copo, junte a manteiga e dê uns toque no turbo até ai chocolate ficar picado e programe 3m, temp. 60º vel.3
Adicione 150g de açucar e as gemas e ligue 2m, vel.6 e reserve numa tigela.
Lave e seque muito bem o copo, encaixe a borboleta e bata as claras em castelo 6m, vel.4 (eu com uma batedeira à parte pois acho que lavar e secar o copo dá mt trabalho :P). Junte a sclara sà mistura do chocolate.
Lave novamente o copo, coloque a borboleta e bata as natas com os restantes 50g de açucar durante 2:30m vel. 3 ou até virarem chantilly(atenção, o copinho medidor não deve estar colocado, outra coisa, as natas frescas longa vida, que são as que normalmente uso, só necessitam de cerca de 1m para montar, por isso convem ir verificando a textura, correndo o risco das natas virarem manteiga!).
Numa taça funda disponha camadas alternadas de chantilly, bolacha e chocolate, devendo a ultima camada
ser de bolacha.

lasagna de espinafres, requeijão e nozes

Mistura estranha? possivelmente é. a receita que eu pretendia fazer era a de canellonis de espinafres com requeijão, mas á parte a minha aventura da falta de espinafres tive a aventura da falta de canellonis... pois é tinha 5 embalagens de placas na dispensa... mas eram as 5 de lasagna e eu convencidissima que pelo menos uma seria de canellonis, enfim! tive de improvisar. e o resultado... bem sinceramente não foi o melhor, quer dizer a comida não é má de todo, mas fica bastante enjoativa, não sei se terá a ver com o adicionar de molho bechamel (não faz parte da receita original) ou se é da propria mistura do requeijão com os espinafres... Outro promenor é que as placas de lasagna não ficaram totalmente cozinhadas (não as pré-cozi em água e deveria te-lo feito). Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,62€

-Queijo ralado para polvilhar

recheio:
- 40g miolo de noz
- 800g água
- 200g de espinafre
- 2d. alho
- 30g azeite
- 1 requeijão de seia
- sal e pimenta q.b.

molho tomate:
- 1 cebola
- 2 d. alho
- 40g azeite
-500g tomate (usei 1 lata tomate pelado + 100g polpa tomate)
- sal e pimenta
- 1 c. cha oregaos
- 300g de agua (para a proxima não coloco, o molho ficou mt liquido)

bechamel:
-400g de leite
- 20g de manteiga
- 40g de farinha

Preparação:

Começe por ficar as nozes 3 seg. vel. 5. Retiree Reserve
Depois faça o molho de tomate, coloque a ceblo e o alho no copo e pique 5seg. vel.5, adicione os restantes ingredientes e programe 8m, temp. varoma vel.1 no fim triture tudo mais 5seg. vel.5. Retire e reserve.
Passe o copo por água e coloque-lhe os 800g de água, coloque por cima da tampa a varoma com os espinafres e programe 15m, temp. varoma, vel.1. Reserve os espinafres.
Lave e seque bem o copo, junte o alho e pique 3seg. vel.5, junte o azeite e refogue 5m, temp. 100º vel.1
Junte os espinafres escorridos, o sal a pimenta e refogue mais 3m, temp. 100º vel. colher inversa. Adicione o requeijão e as nozes e programe 4seg. vel.4. Retire e Reserve.
Lave novamente o copo, coloque todos os ingredientes parafazer o bechamel e programe 8m, temp. 90, vel.4 ( eu gosto do meu molho um pouco mais liquido, para mim bastou-me 7m).

Monte a Lasagna colocando um pouco de molho de tomate no fundo do pirex, um pouco de creme de espinafres, junte as placas de lasagna, molho bechamel e repita as camadas até terminar com uma camada de bechamel. pique as palcas para que o molho se entranhe bem, polvilhe com queijo ralado e leve ao forno cerca de 30m, a 180-200ºC.

Iogurte de baunilha

De todos os iogurtes que fiz até hoje, este está a ser de longe o meu preferido. Tem uma textura optima, um sabor leve e aveludado e cheira optimamente bem... a baunilha! no fim ainda lavei a vagem e coloquei-a num recipiente com açucar (dizem que dá para fazer açucar baunilhado, não custa experimentar não é?) bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 2,75€ (as vagens de baunilha são muito caras... mas vale a pena!)

- 900g de leite
- 1 iogurte natural
- 40g de açucar
- 1 vagem de baunilha
- 1 c. sopa leite em pó

Preparação:

Deite o leite no copo, abra a vagem de baunilha ao meio, retire as sementes com a ponta de uma faca e junte tudo ao leite e programe 6m, temp. 90º vel. colher invertida.
Deixe arrefecer ate aos 50º (eu por acaso so esperei até aos 60 e não veio mal ao mundo por causa disso), retie a vagem, misture o iogurte, o açucar e o leite em pó 30seg. vel. 3.
desprenda a tampa sem a levantar, coloque o copo em cima de uma manta polar e abafe-o muito bem durante 8-10h.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Pasteis de massa tenra

A minha avó fazia uns pateis de massa tenra optimos, deliciosos, daqueles de comer e chorar por mais! geralmente aproveitava o resto de carnes (especialmente depois de uma almoçaradade cozido à portuguesa) e eraum regalo! eu confesso que pasteis não são nem nunca foram o meu ponto forte, mas encontrei uma receita e... decidi tentar matar as saudades. Não são nem de longe nem de perto os da minha avó... mas deu para matar o bichinho do desejo. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,55€ (mas sobrou-me muito recheio)

 Para a massa:
- 50g manteiga
- 20g de azeite
- 100g de água
- 270g farinha
- 1 pitada de sal

Para o recheio:

- 30g margarina
- 20g azeite
- 2 cebolas pequenas
- 2 cenouras
- 300g de carne para estufar
- 20g molho soja
- 80g vinho branco (usei 40g vinho tinto + 40g água)
- 100g de água
- 200g de leite
- 60g farinha
- 1 pitada de sal

Preparação:

Começe por fazer a massa, coloque no copo a manteiga e o azeite e programe 2m, temp. 100, vel. 2 junte os restantes ingredientes e misture tudo 20 seg. vel. 6 e deixe descansar pelo menos 2h.

Prepare o recheio colocando no copo o azeite, a manteiga, a cebola, a cenoura e pique 5sge. vel.5
Adicione a carne aos cubos, o molho de soja, a água o sal e o vinho e programe 12m, temp. varoma vel.1
deixe arrefecer alguns minutos e triture 30seg. vel. 8 (eu penso que para a proxima irei triturar menos)
Junte o leite, a farinha e envolvatudo mais 30 seg. vel.8. Retire para um recipiente e deixe arrefercer, coloque no frio pelo menos 2h.

Estenda a massa (eu achei que estendi a massa fina demais, tem que ter uma certa altura para ficarem fofos) e recheei os pasteis, frite-os em oleo quente ou em alternativa pode leva-los a cozer no forno pincelados com ovo a 180º durante cerca de 18m.

Carne de porco em vinha D'alhos

o B gosta muito de carne em vinha d'alhos, bem sei que a forma de preparação que ele gosta não é exactamente esta, é a frita, mas... eu cá prefiro sempre a opção mais "saudável" e evitar mais o "frito" da coisa, vi esta receita num dos livros da bimby e decidi arriscar, e apesar das variações que fiz gostei bastante e irei certamente repetir. A ter em atenção que esta receita tem que ser preparada dois dias antes de se fazer na realidade. Bom apetite!



Ingredientes:
Preço médio de custo: 3,90€

- 4 dentes alho
- 1 s. sopa de sal (achei muito meti uma pitada a olho)
- 1 c. cha de pimenta (usei uns bagos por isso não sei a quantidade)
- 1 c. sopa colorau
- 1 c. cha de cominhos (usei um pouco de cravinho)
- 300g de vinho branco (usei 100g de vinho tinto + 200g de água)
- 800g de carne de porco (usei os rojões)
- 1 folha de louro
- 1 cebola
- 60g de banha
- 500g de batatinha

Preparação:

Coloque no copo o alho, o sal,a pimenta, o colorau, os cominhos e triture tudo 5seg. vel. 5.
Junte o vinho e misture uns segundos na vel. 2 ou 3
Corte a carne em quadrados médios (a minha ja vem cortada do talho) coloque num recipiente a marinar com o preparado anterior e a folha de louro partida, no frigorifico durante 48h.

Passado este tempo coloque no copo a cebola e pique 3seg. vel. 5, adicione a banha e programe 7m, temp. 100º vel. 1 junte a carne e a marinada e programe 20m, temp. varoma vel. colher invertida.
Prepare a varoma com as batatinhas descascadas e quando terminaro tempo coloque sobre a tampa a varoma e programe mais 20m, tem. varoma, vel. colherinvertida.

Gelado de banana

Tinha planeado fazer no meu 100º post um docinho muito apetitoso que saiu na teleculinária robot deste mês a que deram o nome de bicolor. Mas... para mal dos meus pecados trouxe a fotografia e não trouxe a receita, por isso irá ser publicada mais tarde e teremos de festejar o 100º post com este geladinho de banana.
A Tis é louca por bananas (tem a quem sair), não pode ver uma banana sem a comer, se a vê fica a apontar e a fazer "ahmmmmmahmmm" e não se cala ate conseguir comer a pobrezinha, resultado: faz essa figura na casa de toda a gente e as pessoas acabam por me dar o cacho de bananas para levar para casa (como se a tis passa-se fomeca...), com o calor a banana amadurece muito rapidamente, ora eu cá gosto das minhas mais pro rijas do que para o mole e aproveitei a descoberta desta receita para meter asbananas a congelar. eu coloquei 3 bananas da madeira e deu gelado que nunca mais acaba! Bom apetite!

Ingredientes:
Preço médio de custo: 0,40€

-2 bananas da madeira (acreditem 3 dá mesmo muito gelado!)


Preparação:

No dia anterior (eu por acaso coloquei mais tempo antes, mas foi numa de evitarque as bananas se estragassem) coloque as bananas cortadas às rodelas no ocngelador.
deite as rodelas de banana congelada para o copo e vá subindo a velocidade até atingir a 10. Ñão se assustem, a banana faz uma barulheira desgraçada, especialmente quando chega mais ou menos à vel.5, é continuar a avançar e logo terão um gelado cremoso.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Menu da Semana III




Sábado - Pequeno-Almoço: Nectar Manga-Laranja
               Refeição: Frango com molho de queijo

Domingo - Lanche : Enroladinhos lusos
                 Refeição: Lulas estufadas

Segunda - Refeição: Quiche Lorreine

Terça -  Refeição: frango à brás

Quarta - Refeição: Pescada surpresa

Quinta - Refeição:  Gratinado tricolor com paio e natas

Sexta - Refeição: Carne em massa folhada

Iogurte da semana - Iogurte de maçã

Sobremesa da Semana - Bolo de chocolate de claras